Sorriso no rosto constante, auto estima em alta e a
confiança maior do que todos os problemas que ele enfrenta. Quem fica por
alguns minutos e não conhece a história do jovem Romero Junior Silva do
Espírito Santo, ou simplesmente não sabe nem sobre uma pequena parcela do que ele já
teve e tem ainda de passar para continuar lutando pela vida. Mas tudo isso foi
jogado para escanteio nesta terça-feira, porque foi o dia dele conhecer a Toca
da Raposa e o Cruzeiro, os jogadores e se sentir como um astro do futebol.

Diagnosticado com Leucemia Linfoide Aguda (LLA) quando tinha sete anos, o garoto, que agora tem 17, vivencia uma longa luta pela vida e também contra a burocracia do tratamento para continuar exibindo seu sorriso e simpatia a todos. Até o dia 15 deste mês, ele precisa estar em um hospital, na Califórnia, Estados Unidos, para continuar o tratamento da doença, cuja etapa não é mais possível ser feita no Brasil.

Entretanto, o custo hospitalar custa aproximadamente R$ 800 mil, valor que a família não tem para custear, mas que busca arrecadar até esta data por meio de arrecadações.Tenho que agradecer a Deus,
por estar envolvendo estas pessoas na minha campanha, pessoas que nunca vi na
minha vida, que estão tendo solidariedade comigo.

A palavra que descreve isso tudo que estou vivendo é
gratidão. A gente vai conseguir, e Deus vai me curarO Cruzeiro e os jogadores do time entraram na campanha e recepcionaram Romerinho na Toca da Raposa.

O jovem acompanhou a atividade do time antes de encarar o Campinense, pela Copa do Brasil, e ainda teve a oportunidade de bater bola com o atacante Willian e ainda acompanhar a coletiva de imprensa do jogador cruzeirense. – Só queria agradecer a todos que estão me ajudando nesta
campanha, sei que é um valor considerável, alto.

Mas primeiramente tenho que agradecer a Deus,
por estar envolvendo estas pessoas na minha campanha, pessoas que nunca vi na
minha vida, que estão tendo solidariedade comigo. A palavra que descreve isso tudo que estou vivendo é
gratidão.

A gente vai conseguir, e Deus vai me curar.Willian, que bateu, por cerca de 10 minutos, bola com o jovem garoto mostrou-se emocionado com o encontro e com a situação de Romerinho.

– Eu queria agradecer a vinda do Romerinho na Toca, para ele
é oportunidade grande, não só para estar passando a situação dele, é
cruzeirense apaixonado. Mas esta causa não tem time, é apenas para a vida dele.

Me comoveu muito, tenho funcionário que é amigo do pai dele, me pediu ajuda
para divulgar, para ajudar, para as pessoas ajudarem o Romerinho, ele precisa
de um valor que não é baixo para fazer esta cirurgia nos Estados Unidos, vou
fazer a minha parte, indiferente da quantia, que todos façam sua parte e fiquem
comovidos com a história dele. É um momento especial estar com o Romerinho.

Longa lutaRomerinho tentou de várias formas se tratar, inclusive com um transplante de medula óssea, em 2014, por meio de doação da sua irmã mais nova, Carol. Antes já havia realizado quimioterapia para tentar se tratar.

Entretanto, o transplante não foi suficiente, e o garoto teve uma recaída, devendo novamente se tratar com quimioterapia, seguido por uma radioterapia craniana. Mas a doença alcançou o sistema nervosos central e, segundo os profissionais que cuidam do caso, não era mais possível realizar o tratamento no Brasil.

O único lugar é nos Estados Unidos, onde ele deverá por seis meses se tratando e custeando a estadia em solo americano. Precisando dos R4 800 mil, Romerinho iniciou uma campanha nas redes sociais chamada de “Somos Todos Romeirinho”.

A campanha tem página no Facebook e já recebeu o apoio de celebridades. Os pais do jovem estão realizando rifas e também recebendo doações.

Para ajudar, basta ir à página da campanha no Facebook e saber como realizar a doação. 
.

Fonte: Globo Esporte