Está acertado: o Vitória vai ficar em definitivo com o atacante Marinho, um dos principais jogadores da equipe baiana neste início de temporada.
Na tarde deste sábado, o Cruzeiro, o Vitória e o empresário do atleta, Jorge Machado,
confirmaram o novo acordo ao GloboEsporte.com.

 – Houve uma repactuação de negócios. O Cruzeiro fica com 30%
do jogador, a JMB com 20% e o Vitória com 50%.

O contrato foi repassado para o Vitória,
que assume as questões financeiras, que estão acertadas. Agora é questão burocrática.

Os direitos federativos do atleta passam para o Vitória – explicou Machado, em
entrevista por telefone nesta tarde. Segundo ele, o novo contrato deve ser assinado na próxima semana.

O presidente do Vitória, Raimundo Viana, também confirmou a informação e afirmou estar satisfeito com o rendimento do atacante.- A gente já definiu a parte dos direitos econômicos e federativos do Marinho, e ele está permanentemente no Vitória.

Estamos elastecendo o contrato dele por um período que ultrapassa um ano. Mas ele está assegurado.

A gente não vai revelar valores e tal, porque tem questão de confidencialidade. O novo contrato está em vias de preparação, é questão de mera formalização.

Nós estamos muito satisfeitos, e o Marinho e a família dele também – afirmou o dirigente, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Marinho foi anunciado pelo Vitória no início do ano, emprestado pelo Cruzeiro até o fim da temporada. Veloz e habilidoso, o jogador de 26 anos é um dos
destaques do time baiano nesta temporada, e temia-se que fosse negociado com outro
clube no meio deste ano.

Ele tem 17
jogos com a camisa rubro-negra, todos como titular, e dez gols marcados. Além disso, o atacante é
o vice-artilheiro da equipe no Brasileirão, com dois gols – Kieza marcou quatro
e lidera a artilharia.

Marinho é natural de Penedo, em Alagoas, e acumula
passagens por Fluminense, Internacional, Caxias, Paraná, Goiás, Ituano, Náutico,
Ceará e Cruzeiro. O jogador ganhou destaque no ano passado pelo
seu desempenho no Ceará, onde marcou nove gols em 27 partidas.

Em junho, foi
vendido ao clube mineiro: foram 12 partidas e um gol na Série A. O jogador
perdeu espaço na equipe celeste quando Luxemburgo deixou o time e foi
substituído por Mano Menezes.

Saiba mais:Matos revela acordos com Escudero e Rhayner e espera que Mancini fiqueTimão espera anunciar novo técnico no domingo; Mancini ganha forçaMancini comanda último treino antes de pegar Chape e relaciona 22 atletasFique por dentro das notícias do esporte baianoClique aqui e assista a vídeos do Vitória
.

Fonte: Globo Esporte