Na liderança do returno do Campeonato Catarinense, o Joinville sonha com uma vaga à final da competição estadual. E o Tricolor do Norte tem reforçado a equipe para a reta final do torneio e para a disputa, na sequência, da Série B do Brasileiro. O time vermelho, preto e branco apresentou o meia Pereira e o atacante Murilo.

Com discursos semelhantes, eles destacaram o principal objetivo no novo clube: agregar. Aos 27 anos, Edson Luiz Martins dos Santos, o Pereira, estava no Novorizontino antes de acertar com o JEC.

Na carreira, ele soma passagens por Vila Nova, Fortaleza, Marília e Vitória. O jogador disse que chega o Joinville com a pretensão de levantar títulos, mas principalmente para ajudar os companheiros.

– Sou um meio-campo que procuro arriscar bastante, procuro colocar meus companheiros na cara do gol, fazendo a equipe jogar mesmo, não me escondo do jogo, a torcida pode esperar muita vontade de vencer, jogador que chega o máximo possível para ser campeão, junto com meus companheiros, claro, um jogador que vai suar a camisa para que o time consiga o título e todos os seus objetivos – comentou o meio-campista. Murilo tem 21 anos e chega ao Tricolor após atuar pelo Lajeadense no Campeonato Gaúcho deste ano.

A equipe acabou rebaixada à segunda divisão com a segunda pior campanha. O jogador fez um contrato de três meses com a equipe do Norte.

Segundo ele, o vínculo de risco o anima para fazer um bom trabalho. – Isso justifica o fato de chegar treinando.

É um contrato de risco entre aspas, mas o mesmo tempo já aumenta minha vontade de estrear, de estar treinando, de ajudar. Vim para somar, quero ampliar esse contrato, é um clube grande, conhecido, espero prorrogar aí, e ser feliz aqui – disse Murilo.

Na liderança do returno, a dupla chega ao JEC em um bom momento. Muito diferente do início do ano, quando o time teve dificuldade no primeiro turno do Catarinense.

Na segunda metade do torneio estadual, a equipe do Norte está invicta e tem 89% de aproveitamento. – É muito melhor chegar
em uma equipe em ascensão como está.

Sou mais um jogador que chego para
agregar, para ajudar o professor no que ele precisar, e me coloco à
disposição, ainda estamos dependendo da documentação, mas estou pronto
para estrear domingo – concluiu Pereira. Confira mais notícias do esporte de Santa Catarina no GloboEsporte.

com/sc
.

Fonte: Globo Esporte