Com
o discurso de aproveitar a má fase do Palmeiras, o Água Santa
chegou a Presidente Prudente – aproximadamente 560km da capital –
nesta sexta-feira, por volta das 19h (horário de Brasília). A
equipe enfrenta o Verdão às 16h de domingo, no Estádio Prudentão,
pela 12ª rodada do Campeonato Paulista.
Mesmo
o Água Santa sendo o mandante da partida, a maioria da torcida no
Prudentão será do Palmeiras.

Quanto a isso, Éder Loko, um dos
destaques do Netuno, não vê problema algum. Segundo ele, a equipe
está acostumada a jogar com a torcida adversária e, no jogo deste
domingo, a pressão é toda da equipe alviverde.

– A expectativa é boa, até porque não tem motivação maior do que a de jogar contra uma equipe grande como o Palmeiras. A gente sabe que
vai ser um jogo difícil, pois eles estão na mesma situação que
nós.

Eles não estão na zona do rebaixamento, mas vem de derrota,
assim como a nossa equipe. Estamos apenas a três pontos atrás deles
na classificação, então, será um jogo de duas equipes apavoradas.

O favoritismo é do Palmeiras, mas nós temos condições de vencer.Vindo
de uma sequência de cinco jogos sem vencer, o Água Santa quer tirar
proveito da má fase do Palmeiras para encerrar o jejum de vitórias.

Para o técnico Márcio Ribeiro, o momento de crise é muito maior
para o Verdão, por conta da dimensão e da grandeza do time.– É um jogo muito difícil, tanto o Água Santa quanto o Palmeiras
precisam do resultado.

Nós temos que ter a consciência de que
estamos jogando contra uma equipe grande, fazer o nosso papel e
procurar aproveitar essa instabilidade do Palmeiras para fazer um bom
jogo e conseguir um grande resultado. Sabemos que a torcida será
toda do Palmeiras, mas a nossa equipe sabe jogar sobre pressão.

Para
dar continuidade a preparação dos jogadores para confronto deste
domingo, o Água Santa treina neste sábado, às 10h, no Prudentão.
.

Fonte: Globo Esporte