Com o primeiro objetivo traçado para a temporada alcançado –
classificação para o Brasileiro da Série D -, o Atlético-AC foca a conquista do
título do primeiro turno do Campeonato Acreano. Líder invicto e com 100% de
aproveitamento em seis jogos, o Galo Carijó depende apenas de um empate para
conquistar um lugar na decisão do estadual, além de uma vaga na quarta divisão
nacional da próxima temporada. Para isso, precisa manter a escrita de não
perder para o rival desde 2012 no Acreano.

De lá para cá foram oito jogos, com três vitórias celeste e
cinco empates em oito jogos. O último triunfo do Estrelão no confronto foi na
decisão do estadual de 2012, quando venceu por 4 a 3 e levantou o troféus de
tricampeão.

Coincidentemente, o técnico do Atlético-AC naquela final era Álvaro
Miguéis, que comanda a equipe celeste nesta temporada. Ele destaca que, apesar
da vantagem de jogar pelo empate, o Galo Carijó não é favorito no confronto e
avalia o rival.

– Contra o Rio Branco, sabemos que temos a vantagem, mas é
um clássico e em clássico não há favorito. É um grande time, de camisa, tem um
grande treinador, como o Galvez também, muito experiente, bons jogadores.

Não
vai ser fácil. Todos os jogos são decisões por ser um campeonato de pontos
corridos e esse último mais ainda, pois vale o título do primeiro turno –
destacou.

Mesmo com as atenções voltadas para o estadual neste momento, o treinador não
deixa de pensar no planejamento para a Série D da atual temporada. E para a competição
nacional a ideia, segundo ele, é manter a base da equipe, mas tentar contratar
peças para repor possíveis perdas.

Miguéis cita os meias Josy e Polaco como
prováveis baixas após o estadual, mas garante que confia no elenco para
realizar uma boa campanha e brigar por uma vaga na segunda fase.- Esse é a receita boa, trabalhar com jogadores caseiros.

Agora, para contratarmos alguém vai depender de receita (financeira). Temos que
ver se vai vir ajuda do poder público, e também do setor privado.

Mas ver
também quais jogadores vamos perder, pois uns três, quatro não vão ficar. Esse
time que está aqui tem (condições de brigar por vaga na segunda fase), mas com
os jogadores que vamos perder, vai ficar muito mais difícil.

Provavelmente, um
deles é o Josy, o outro o Jardson (Polaco), e para contratar jogadores desse
nível é preciso um poderio financeiro que nós não temos – argumentou.> Gol de Careca, do Galvez, é eleito o mais bonito da 6ª rodada do Acreano> Cheio de problemas, Atlético-AC tem reforço do lateral Léo, ex-Nacional-MGCom 18 pontos, o Atlético-AC enfrenta o Rio Branco-AC,
vice-líder com 16, neste sábado (2), às 15h45 (local), na Arena da Floresta, na
abertura da última rodada do primeiro turno do Campeonato Acreano.

.

Fonte: Globo Esporte