O Andirá se
reapresentou nesta quinta (31), no Campo B da Federação de Futebol do Acre
(FFAC), para o único treino antes da partida com o Vasco-AC, válida pela última
rodada do primeiro turno do Campeonato
Acreano 2016. Na lanterna do
estadual, com apenas um ponto e o saldo negativo de 11 gols, o clube luta desesperadamente contra  o rebaixamento à segunda divisão, precisando vencer o time Cruz-Maltino
e torcendo por uma vitória do Alto Acre sobre a Amax, para escapar da degola.

O técnico Francisco Dias, o Jangito, comandou um
mini-coletivo apronto de 40 minutos e destacou que não pretende fazer mudanças na equipe, com exceção do retorno do meia Neto e do lateral-esquerdo Tampinha, que estavam suspensos.

 
– Temos chances, embora pequenas. Agora, infelizmente, não depende só de nós.

Preferi deixar que descansassem, tivessem
um tempo para se recuperar desse peso do último jogo. Nossa situação é difícil,
mas não posso deixar de agradecer a dedicação dos jogadores, que mesmo com os
problemas extra-campo e sem receber nada, vêm até aqui para tentar nos ajudar.

Claro que faltou ânimo, mas como podia exigir mais, sem ter nada a
oferecer?  Apesar da situação, a
sensação é de dever cumprido. Nos resta aguardar, pois além de vencer,
precisamos contar com uma derrota da Amax – lamentou o treinador.

Jangito escalou o time principal na atividade com: Hebert, Thiaguinho, Ceildo, Paulo Henrique e Tampinha; Alex, Neto, Rogildo e Leandro; Juninho e Lucas.> Gol de Careca, do Galvez, é eleito o mais bonito da 6ª rodada do Acreano

Andirá e Vasco-AC jogam no sábado
(2), às 17h45 (local), na Arena da Floresta, na capital acreana.

Se perder ou
empatar o Morcego estará rebaixado para a segunda divisão do Campeonato
Acreano.
.

Fonte: Globo Esporte