Nem a estreia do técnico Silas foi capaz de mudar o panorama do Avaí. Pela sétima vez seguida, a sexta no Campeonato Catarinense, o Leão da Ilha saiu derrotado de campo. No domingo, enfrentou o Brusque, no estádio Augusto Bauer, e perdeu por 1 a 0, gol de Mineiro.

A situação do Leão é ruim. Lanterna do returno, sem nenhum ponto somado, a equipe luta para evitar o rebaixamento.

Está em sétimo, com três pontos a mais que o Camboriú, primeiro time dentro da degola. Para o zagueiro André Santos, a situação é vexaminosa.

– A gente fica com vergonha, a gente sabe da nossa capacidade, vamos reverter isso, o Avaí não merece isso, não. Eles (torcedores) estão falado com a gente, não está falando empenho, eles nos deram força – afirmou o jogador à rádio CBN/Diário.

O goleiro Renan, um dos mais experientes do grupo, quer a reação urgente. Pela frente, o adversário é o arquirrival Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli.

Um clássico que ganha peso a mais para o Leão da Ilha.  – Não tem muito o que falar, a gente precisa voltar a vencer o mais rápido possível, um jogo muito difícil, temos que ficar de cabeça erguida, a grande maioria (da torcida) nos deu força, isso me conforta, eu agradeço o apoio deles – disse o camisa 1.

Confira mais notícias do esporte de Santa Catarina no GloboEsporte.com/sc
.

Fonte: Globo Esporte