O Joinville não depende apenas de si para ficar com o título do returno do Campeonato Catarinense. Atrás da Chapecoense pelo saldo de gols, o JEC espera por um tropeço do rival para se isolar na liderança. E conta com erro mínimo para isso.

O volante Anselmo prega atenção total dentro dos jogos para que falhas não prejudiquem a boa campanha e impeçam o Joinville de chegar à final. – Para chegarmos ao título do returno Campeonato Catarinense precisamos errar menos, acertar mais nossas jogadas.

Temos de dar menos vacilos. Sem tomarmos gols, temos chances de estarmos bem fortes na briga – opinou Anselmo.

A favor do Joinville, os jogos dentro da Arena. Dos quatro restantes, três são em casa, a começar neste domingo, 16h, contra o Camboriú.

Anselmo admite a vantagem, mas tenta deixar essa questão de lado e manter o foco apenas nas vitórias.- A tabela é importante, e jogos em casa ajudam bastante.

Porém, não devemos nos apegar a isso. Temos de fazer nosso papel, de vencer os jogos, e deixar a Chapecoense de lado.

Temos de fazer lição de casa e não ficar torcendo por algum outro time. Temos de fazer a nossa parte para que dê tudo certo.

Um dos jogadores mais antigos do elenco tricolor, Anselmo vive um bom momento e tenta incorporar pedidos do técnico Hemerson Maria. Entre eles, o de ser mais falante, tanto em campo quanto fora, um espelho para os mais jovens.

– Eu venho numa crescente boa na carreira. Quando cheguei em 2014 até hoje tenho feito bons jogos, dando o meu melhor a cada partida.

Isso é importante para mim, para a carreira. O Hemerson Maria diz para fazermos boas campanhas, estar focados, e falarmos em campo.

Não sou muito de falar em campo, sou mais de correr. Ele me pede para falar, principalmente com os mais jovens, por eu ter tempo de clube.

Tenho tentado fazer isso e manter o que está bem feito, será positivo para nós dentro de campo.Confira mais notícias do esporte de Santa Catarina no GloboEsporte.

com/sc
.

Fonte: Globo Esporte