A eliminação na primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista fará o Guarani viver novamente uma situação incômoda. Será mais de um mês sem disputar uma partida oficial, já que a estreia na Série C do Brasileiro ocorrerá somente no fim de semana de 21 e 22 de maio (a tabela ainda não foi desmembrada pela CBF) contra o Guaratinguetá. VEJA TAMBÉM:>> Saídas de Carpini e Pegorari abrem reformulação no elenco do GuaraniCom isso, o Bugre ficará pelo menos 47 dias sem entrar em campo.

É verdade que em relação ao ano passado serão menos dias parados. Naquela ocasião, o Guarani ficou quatro meses “em férias” após a terceira eliminação consecutiva na fase de grupos da Série C.

Com isso, e sem o acesso no estadual deste ano, a pressão para subir no campeonato nacional será maior.Sem data para a reapresentação, a diretoria do Bugre ainda não definiu quem será o novo técnico, após Pintado deixar o clube rumo ao departamento de futebol do São Paulo.

O presidente Horley Senna pretende retomar as atividades já sob o comando de um novo treinador. O mandatário e o superintendente Waldir Lins analisam alguns nomes.

De todo modo, a reformulação do elenco teve início com as saídas do zagueiro Thiago Carpini e também do goleiro Pegorari, dispensados na terça-feira. A diretoria, porém, não confirma nenhuma decisão sobre o grupo, mas jogadores como os atacantes Flávio Caça-Rato e Max também devem deixar o Guarani nos próximos dias.

.

Fonte: Globo Esporte