torcedores torcem por reabilitaçãoA queda do São José ao Campeonato Paulista da Segunda Divisão (equivalente à quarta do estado) gerou tristeza e, ao mesmo tempo, revolta na torcida da Águia do Vale. Nesta segunda-feira, um dia depois do rebaixamento ser consumado, torcedores protestaram contra a diretoria e contra o conselho deliberativo do clube. Eles querem a saída do atual presidente, Benevides Ferneda, o Geléia, e pedem a renovação dos conselheiros.

O torcedor Guilherme Augusto Ribeiro, de 27 anos, é um dos que acredita que mudanças são necessárias neste momento para que o São José possa se reerguer.– O primeiro culpado é a diretoria.

Esses três anos do mandato do Benevides Ferneda, o Geléia, foram um fiasco. Muitas promessas, nenhuma cumprida.

Esperanças de parcerias que não deram certo. Mas também coloco a culpa no conselho deliberativo.

Foi totalmente omisso, principalmente nesses últimos dois anos. Não se ouviu falar em prestação de contas, não se ouviu falar em fazer alguma coisa para mudar a situação – comentou.

O presidente do São José foi procurado pela reportagem para comentar o assunto, mas não foi localizado pela reportagem. O presidente do conselho deliberativo da Águia, Benedito Pedro da Silva Filho, o Zico, defende o conselho.

+ De ‘falsa Nike’ a flerte com Imperador: a queda do São José EC à Segundona– Os conselheiros fazem o que podem fazer. Na época do primeiro rebaixamento, falei publicamente que se alguém tivesse condições de assumir o clube, que poderíamos fazer uma nova eleição se quisessem.

Não apareceu ninguém. Toquei da melhor maneira que pude.

Muitos conselheiros ajudaram o clube nesses tempos difíceis. Teve conselheiro que pagou viagem, alimentação.

..

Não foram somente empresários, como dizem. Mas agora vai ter uma eleição geral no clube.

As eleições são em outubro, mas quero convocar uma eleição para, no máximo, 90 dias. Deve acontecer em junho – afirmou.

– O São José não faz contrato de parceria desde a Casa Soccer. Depois dessa parceria, o conselho proibiu a diretoria de fazer contratos de parcerias.

Mas daí eles nomeiam os empresários na diretoria e os empresários ajudam. Isso o estatuto permite.

Mas contrato de parceria não tinha mesmo com esses últimos parceiros – acrescentou.Nos bastidores do clube, existem boatos de possíveis chapas para concorrer à presidência do São José.

O atual presidente pode tentar a reeleição. A torcida organizada do clube, Mancha Azul, também diz ter um projeto para comandar a Águia.

O torcedor e publicitário Edney Santos é mais um que pede a saída da atual diretoria e ressalta a importância de uma gestão profissional para assumir o São José.– Se dá para tirar algo de bom nisso (no rebaixamento) é que dá para estruturar o time para o ano que vem.

Não é porque caiu que vai subir fácil. Sem trabalho, sem profissionalismo, sem pessoas capacitadas para exercer as funções, o São José não vai subir.

É necessário seriedade e profissionalismo para levar o São José ao seu devido lugar – disse.01torcedores torcem por reabilitaçãoApesar do rebaixamento do São José à última divisão do futebol paulista, torcedores da equipe afirmam que o amor pelo clube não foi abalado.

Guilherme Ribeiro, por exemplo, diz que saiu nas ruas nesta segunda-feira com a camisa do clube e foi abordado por pessoas questionando o motivo dele estar com o uniforme do time mesmo após a queda.Torcedor apenas do São José Esporte Clube, Guilherme Ribeiro passou a acompanhar mais a Águia a partir de 2006.

Nesse ano, aliás, tatuou nas costas o escudo do clube. Por essa paixão, o casamento também foi rompido.

– Ela tinha ciúmes do São José. Eu ficava o dia inteiro fora.

Até que chegou um tempo em que ela falou para escolher entre o São José e ela. Estou com o São José até hoje.

(..

.) É muito triste ver o time nesta situação.

Ontem chorei o dia interior. Mas o São José não vai acabar, não.

É um time com tradição, tem uma torcida grande. Não vai acabar, não – acredita o torcedor.

Edney Santos segue a linha de pensamento de Guilherme Ribeiro e não acredita no fim da Águia.– Medo nós temos (de acabar).

Mas é só ver no rosto de todo mundo, de todo torcedor que conhecemos, não vamos deixar o São José acabar, não. O torcedor ama verdadeiramente o São José – ressaltou.

.

Fonte: Globo Esporte