Anderson não ficou alheio ao protesto de torcedores na manhã desta sexta-feira. Após ser o principal alvo das críticas dos cerca de 40 colorados que foram ao Beira-Rio com faixas e bandeiras, o meia resolveu se pronunciar. Por meio de sua conta no Instagram, garantiu que sempre teve uma boa relação com os fãs de todos os clubes pelos quais passou, disse que nunca faltou dedicação e prometeu triunfar no Inter.

LEIA MAIS> Torcedores pedem saída de Anderson> Argel muda convicções e desenho do Inter> Dourado sofre lesão em amistoso da seleção olímpicaA eliminação na Primeira Liga – empate em 2 a 2 com o Fluminense no tempo normal e derrota por 3 a 2 nos pênaltis – foi o estopim para o canhoto voltar a ser o foco do descontentamento da torcida. Anderson furou em bola no lance do primeiro gol de Vitinho.

E, na cobrança de penalidades, errou a decisiva. A atuação gerou protestos nas redes sociais.

Uma fã criticou o camisa 8 e ocorreu uma discussão acalorada entre os dois. A colorada disse que “pagava o salário dele”.

Anderson não gostou, disparou palavrões e xingamentos. A torcedora ainda o mandou “parar de se arrastar em campo” e devolveu com outros impropérios.

Pela rede social, o meia disse que ficou chateado com o episódio e pediu desculpas:– Em todos os clubes em que joguei, jamais tive problemas com torcedores. Pelo contrário, sempre trabalhei muito para honrar as camisetas que vesti, e minha relação com as torcidas foi a melhor.

Aqui no Internacional, desde o dia em que fui contratado, dou o meu máximo em todos os momentos. Após o jogo contra o Fluminense, na última quarta-feira, saí do campo chateado com o resultado.

Recebi ofensas que ultrapassaram a questão profissional. Sempre fui respeitoso com meus colegas e com os torcedores.

Peço desculpas pelo o ocorrido, pois nada justifica qualquer tipo de ofensa. Estou no Internacional para ajudar o clube a seguir na busca pelos títulos, e é para isso que trabalho todos os dias.

E eu vou vencer no Inter. O caso tomou proporção e teve repercussão na manhã desta sexta.

Em meio à manifestação, os torcedores cobravam respeito de Anderson ao Inter. Um dos participantes do protesto, Ricardo Branco, citou a discussão na web ao pedir a saída do ex-gremista:– Ele não respeita o torcedor.

Não foi a primeira vez. É um desrespeito total com a torcida e o clube.

O mínimo que esperamos do Inter é a demissão por justa causa do Anderson.No intuito de tentar acalmar a fúria da torcida, Anderson terá uma nova oportunidade neste sábado.

A partir das 16h, o Inter enfrenta o Novo Hamburgo no Beira-Rio. Confira todas as notícias do esporte gaúcho em www.

globoesporte.com/rs
.

Fonte: Globo Esporte