AlissonFez uma grande defesa em cabeçada de Aguilar e outra gigante, à queima-roupa, em chute de Gomez na pequena área. Foi surpreendido pelo quique da bola no primeiro gol e não tinha o que fazer no segundo. Distribuiu broncas, mesmo tendo 23 anos, na defesa brasileira.

Nota: 6,0FernandinhoLembrou até o 7 x 1 ao perder duas bolas seguidas no meio-campo. Na segunda, saiu o gol do Paraguai.

Saiu no intervalo depois de atuação muito apagada, sem movimentação para criar e sem bom posicionamento para marcar. Nota: 4,0Ricardo OliveiraO substituto de Neymar fez bem sua parte.

Um gol de oportunismo, no rebote, e uma bola no travessão após toque de Willian. Lutou o tempo todo, se interessou pelo jogo, mas o time não soube jogar com um “9” da mesma forma que vinha atuando, com o atacante do Barcelona como atacante de movimentação.

Nota: 6,0Daniel AlvesFoi mole no segundo gol do Paraguai, mas no restante da partida teve uma vontade de se destacar. Virou atacante no fim e, na “maluquice tática” de um time cheio de meias e atacantes, marcou o gol de empate.

Nota: 6,0Alisson [GOL] – 6,0Daniel Alves [LAD] – 6,0Miranda [ZAG] – 4,0Gil [ZAG] – 4,5Filipe Luís [LAE] – 4,0 Luiz Gustavo [VOL] – 4,0(Lucas Lima [MEI] – 6,0)Fernandinho [VOL] – 4,0(Hulk [ATA] – 5,5)Renato Augusto [MEI] – 4,0Willian [MEI] – 5,0Douglas Costa [MEI] – 4,0Ricardo Oliveira [ATA] – 6,0(Jonas [ATA] – 5,0)ParaguaiOs visitantes entenderam a bagunça do meio-campo brasileiro e conseguiram pressionar pelos lados. Ortigoza deu classe ao meio e iniciou o primeiro gol de grande maneira.

O veterano Santa Cruz deu muito trabalho dentro da área. Coletivamente, o time se acomodou depois de marcar o segundo gol, e perdeu a oportunidade de vencer com maior facilidade.

.

Fonte: Globo Esporte