O Bahia venceu o Fluminense de Feira por 2 a 0 na noite deste sábado e largou com uma ótima vantagem nas semifinais do Campeonato Baiano (assista aos melhores momentos da partida no vídeo acima). Mais efetivo nas finalizações, o Tricolor conseguiu marcar o seu primeiro gol com Hernane, que voltou ao time após ficar 34 dias afastado para tratar uma lesão no joelho. Com um a mais desde os 28 minutos do segundo tempo, após expulsão de Alyson, o Esquadrão ainda ampliou o placar com Rômulo e fechou assim o primeiro jogo contra o Touro no estádio de Pituaçu.

Após a partida, o auxiliar técnico Eduardo Souza concedeu entrevista coletiva e fez a sua análise do confronto. Com uma viagem marcada ainda para este sábado, o técnico Doriva não pôde falar coma a imprensa.

 – Pedir desculpa em nome do Doriva. Ele teve que sair, porque o voo dele sai em 40 minutos.

Nós sabíamos que seria um jogo difícil. O Fluminense já tinha jogado contra o Galícia e contra o Vitória e tinha vencido.

Sabíamos que ia nos impor muita dificuldade. No segundo tempo, o Doriva corrigiu algumas situações e deu mais tranquilidade – disse Eduardo.

Mesmo com um jogador a mais, o Bahia ainda sofreu com as investidas do Touro do Sertão, que quase empatou em lance contra de João Paulo Gomes que tocou na trave. Para Eduardo, naquele momento o time tinha que ter segurado mais a bola e cadenciado a partida.

– Com um a mais, tem que ter paciência de rodar a bola. Mas nosso time tem essa característica de acelerar o jogo, e isso acaba dando o contra-ataque.

Era o contrário, ficar com a bola. Mas isso é uma coisa que o Doriva tem conversado, e nós temos que corrigir.

Mesmo com o triunfo e a boa vantagem para o segundo jogo, Eduardo vê muita coisa para consertar no Bahia. O auxiliar técnico ressaltou que o time também tem de se preocupar em não se empolgar demais com os bons resultados.

– A cada jogo, você tem que melhorar. A correção tem que ser diária.

Temos que já analisar esse jogo, corrigir, porque na quarta-feira temos mais uma decisão. [.

..

] Nós temos trabalhado diariamente isso [acomodação]. O ser humano, quando consegue os triunfos, acaba relaxando.

É o papel do Doriva e de todos dentro do clube frear [a euforia]. Temos um grupo muito bom, consciente, que quer vencer e alcançar grandes voos.

Nós estamos trabalhando muito isso para que essa acomodação não aconteça. Eduardo ainda comentou sobre um lance inusitado da partida, ainda no primeiro tempo.

Em descida para o ataque pela direita, Hayner recebeu e, com Hernane livre dentro da área, tentou o chute direto no gol, que deu errado. A escolha da jogada rendeu uma bronca do atacante no lateral.

– Isso aí é uma coisa que o Doriva cobra muito. O individual vem na sequência do coletivo.

Mas isso é uma situação que nós conversamos. Mas isso é bom, que aconteçam as discussões para corrigir – finalizou.

Saiba mais:Confira como foi o Tempo Real da partidaHernane comemora retorno em alta, e Rômulo destaca trabalho no dia a diaHernane volta, “broca”, e Bahia larga na frente do Flu de Feira nas semifinaisConfira aqui a tabela completa do Campeonato BaianoFique por dentro das notícias do esporte baianoClique aqui e assista a vídeos do Bahia
.

Fonte: Globo Esporte