Por linhas tortas, aos trancos e barrancos, Pedro Rocha e Lincoln
ganharam a chance de iniciar entre os 11 na tarde deste domingo contra o Lajeadense, na Arena, a
partir das 16h. A dupla tem participação direta em 40% dos gols marcados
pelo Grêmio neste ano e pressionava os titulares após boa participação
na vitória no último domingo – 2 a 1 sobre o Ypiranga. Porém, naquela oportunidade, o time que entrou em campo era misto.

Dessa vez, a oportunidade chega por méritos, apesar de ocorrer em decorrência de baixas no time de Roger.LEIA MAIS> Pedro Rocha espera ganhar sequência> Goleiro coloca placa no dedo após lesão> Grêmio adapta Lincoln e Douglas no meioUma
era até esperada: Giuliano, que está se recuperando de dores no pé
esquerdo e só retornará quando estiver 100% curado, sem nenhum resquício
a mais da fascite plantar que o incomoda desde o início da temporada.

Em sua vaga, entra o meia Lincoln, deslocado para o lado do campo. A
outra veio de última hora.

Everton, após treinar durante toda a semana,
fica fora da partida com inflamação no púbis, informada na manhã de
sábado. Assim, abre a brecha para que Pedro Rocha atue entre os
titulares neste domingo.

Neste ano, esteve em três partidas com a equipe principal até sofrer uma lesão no joelho esquerdo. Em 2015, foi peça importante na
melhor fase do Tricolor de Roger, no Brasileirão.

Depois, perdeu a vaga
justamente para Everton, na reta final da competição. O atacante e Lincoln, que dividirá com Douglas a atribuição de armação das jogadas contra o Lajeadense, agiram diretamente na pintura do último fim de semana, quando o canhoto de 17 anos completou de calcanhar cruzamento de Pedro Rocha.

Somados a
este, são outros 10 gols que marcaram ou deram passe em 2016. Números
que corroboram a chance e a sequência recebida de Roger.

– Vamos procurar fazer o nosso melhor, eu pela ponta e os dois (Douglas e
Lincoln) mais pelo meio, como o professor falou. E eu e o Bobô fazendo a movimentação de sempre ali
na frente, como fizemos nos últimos jogos.

Espero que dê certo –  comentou Pedro Rocha. Os dois são
alternativas testadas para o restante da temporada.

Pedro Rocha com mais amostragem, já que joga desde 2015, e Lincoln, aos
17 anos, provando para Roger que pode ser uma opção imediata para o
Brasileirão que se avizinha. Sem contar a Libertadores, na qual já foi decisivo no empate em 1 a 1 com o San Lorenzo no Nuevo Gasômetro.

A
diretoria também os valoriza. Não só pelo que podem dar em campo,
mas também fora dele.

A avaliação interna é que o plantel conta com
cerca de R$ 250 milhões em ativos com os jovens Luan, Walace, Everton,
Pedro Rocha e Lincoln. A intenção é mantê-los.

Mas, em caso de taça do
Gauchão no armário e a pressão sobre a direção
arrefecida, é possível que ocorra uma venda para ajudar na
reestruturação financeira do clube. A escalação gremista contra o Alviazul para este domingo está
encaminhada com: Bruno Grassi; Ramiro, Pedro Geromel, Fred e Marcelo
Oliveira; Walace, Maicon, Lincoln, Douglas e Pedro Rocha; Bobô.

O
Tricolor é líder do Gauchão com 22 pontos. Confira todas as notícias do esporte gaúcho em www.

globoesporte.com/rs
.

Fonte: Globo Esporte