Contratado para o cargo de técnico da seleção brasileira após o fim
da Copa do Mundo de 2014, Dunga tem o seu trabalho questionado pelos
torcedores pela sexta posição nas eliminatórias sul-americanas. Mas,
para Belletti, a pressão no atual comandante do Brasil não é motivada
apenas pelas atuações ruins. O pentacampeão vê o sucesso de Tite no
Corinthians como um fator a aumentar ainda mais o conflito de opiniões
sobre o trabalho do capitão do tetra.

O comentarista do SporTV
lembrou que o treinador do Corinthians conseguiu ter sucesso no clube
paulista com elencos qualificados e com uma equipe que não era apontada
como favorita. Contra Dunga, segundo ele, pesa o fato de não conseguir
transformar grandes jogadores em uma equipe capaz de mostrar um bom
futebol.

– O que vai contra o Dunga neste momento é que ele tem
um “adversário” neste momento que está muito bem. Todo mundo está
acompanhando o trabalho do Tite.

Com um bom time ele foi campeão do
mundo. Com um time não tão bom, ele conquistou o Brasileirão.

Agora, com
um time com menos qualidade, joga um futebol regular, dinâmico, bem
trabalhado, bem posicionado e trabalhado. Isso faz com que algumas
pessoas pensem ainda mais em uma substituição, já que o Dunga tem
grandes jogadores, mas não consegue fazer com que juntos eles façam o
Brasil ter boas atuações.

Dunga voltou ao comando da seleção brasileira após o fim da Copa do Mundo de 2014 (Foto: Edgar Maciel de Sá)Sobre o empate de 2 a 2 do Brasil com o Paraguai, no duelo disputado na última terça-feira, em Assunção, Belletti disse que o melhor momento da Seleção aconteceu após a saída de Luiz Gustavo e Fernandinho. O ex-jogador, porém, não acredita que Dunga já tenha trabalhado o time sem a presença de volantes.

– A Seleção esteve melhor quando jogou de um jeito que não treina, quando jogou de um jeito que o Dunga não quer para esse time. Um time muito ofensivo, com os dois laterais praticamente jogando como pontas, além do Lucas Lima, Hulk e Ricardo Oliveira (.

..

). Mas é difícil você imaginar que ele treinou alguma vez assim (.

..

). O Brasil, com a qualidade individual, conseguiu chegar ao empate assim.

Sexto colocado nas eliminatórias sul-americanas, o Brasil só volta a jogar pela fase classificatória para a Copa do Mundo de 2018 contra o Equador, no dia 2 de setembro, contra o Equador, fora de casa. Quatro dias depois, a Seleção recebe a Colômbia.

LEIA MAIS:Noriega acredita que falta plano de jogo atrapalha individualidade do BrasilDunga hostiliza quarto árbitro ao sair de campo após empate no ParaguaiDaniel Alves afirma que gol “não é tão especial” por não ser o da vitóriaGilmar Rinaldi exalta reação do Brasil e se diz feliz após empate no Paraguai
.

Fonte: Globo Esporte