A derrota do Tapajós para o São Francisco por 2 a 0 deixou a
equipe em uma situação bem complicada no Campeonato Paraense. Para um dos
principais jogadores do Boto, o volante Amaral, o placar de domingo (3) foi o
reflexo do time em campo, que não conseguiu converter as chances que teve –
principalmente no primeiro – e ainda acabou levando o revés dos azulinos.Saiba mais:São Francisco vence por 2 a 0 e praticamente rebaixa o Tapajós- Tivemos chances de fazer os gols, mas não concluíamos as
jogadas direito.

Acho que a gente peca muito na finalização – não só os
atacantes, mas todos que tem a chance quando chega perto da área adversária – e
quando estamos lá atrás não temos nenhuma reação. Isso acabou custando caro
para a gente e no fim acabamos levando dois gols – comenta o volante do
Tapajós.

O Resultado deixa a equipe com chances remotas de se salvar
do rebaixamento, pois o boto precisa vencer o Paragominas por 4 a 0 ou mais e torcer
para que o Cametá ganhe do Paragominas por no mínimo 3 a 0, o São Francisco
vença ou empate com o Independente e a partida entre Águia de Marabá e Paysandu
termine em igualdade no placar.Caso o Boto consiga tal combinação de resultados, a equipe
se classificaria para as seminais e ainda teria que vencê-la para manter-se na
primeira divisão.

Para Amaral, mesmo com tudo contra, o elenco não pode abaixar
a cabeça neste momento.- Temos mais um jogo para fazer antes de fecharmos a nossa
participação no Campeonato e vamos honrar a camisa e o clube buscando sempre a
vitória.

Jogar lá (em Parauapebas) vai ser difícil, mas não podemos abaixar a
cabeça neste momento – finaliza o volante Amaral.Parauapebas e Tapajós se enfrentarão domingo (10), no
estádio Rosenão, pela última rodada da Taça Estado do Pará.

Dependendo do
resultado, o duelo pode encerrar a participação das duas equipes na edição 2016
do Campeonato Paraense.
.

Fonte: Globo Esporte