O Tapajós está na lanterna do Campeonato Paraense – com cinco
pontos – muito por conta de tudo o que aconteceu no primeiro turno da
competição – onde a equipe terminou com apenas um ponto. Bom, essa é a opinião do
atual treinador da equipe, Caio Simões, que em entrevista ao GloboEsporte.com
afirmou que o elenco do Boto demorou a reagir, mas agora está em constante
evolução.

Saiba mais:> Walter Lima elogia Caio Simões e diz: “foram os melhores que enfrentamos”> Volante Amaral vê pouca eficiência no ataque e fala sobre situação na tabela- Reagimos tarde no campeonato. Queria ter assumido a equipe
com a mesma quantidade de pontos que estamos agora, mas infelizmente não é
assim.

Também não posso estar colocando a culpa somente no primeiro turno, pois
temos culpa da campanha no segundo, mas começamos a entender que o que acontece
no primeiro acabando prejudicando no segundo – comenta o treinador do Tapajós. Caio Simões é o quarto treinador do Tapajós nesta
temporada – o primeiro foi Marcelo Rocha, o segundo Vitor Hugo e o terceiro Marcos Piter – e é o que mais
conseguiu pontos comandando a equipe.

O técnico tem a frente do Boto uma vitória,
um empate e duas derrotas – o que dá um aproveitamento de 33,3% . A campanha em
si é melhor que o primeiro turno da equipe, mas ainda não o suficiente para
tirar o time da zona de rebaixamento.

Os comandados de Caio Simões voltam a campo domingo (10),
contra o Parauapebas no estádio Rosenão, precisando vencer por, no mínimo, quatro
gols de diferença. Além disso, o time ainda terá que torcer para que o Cametá ganhe
do Paragominas por 3 a 0 ou mais, o São Francisco vença ou empate com o
Independente e a partida entre Águia de Marabá e Paysandu termine empatada.

Com essa combinação de resultados, o Tapajós se
classificaria para as semifinais e ainda teria que vencê-la para manter-se na
elite do futebol estadual. Segundo Caio Simões, independente dos demais jogos
da rodada, o elenco do Tapajós deve entrar em campo brigando pelos três pontos
e sair da competição de cabeça erguida.

– Enquanto houver jogos nos temos que pensar na vitória, independente
do que vai acontecer com a gente na tabela. Então vamos terminar com honradez e
usar o nosso espírito de guerreiros contra o Parauapebas – finaliza Caio
Simões.

.

Fonte: Globo Esporte