Pouco
após a confirmação da demissão do técnico Leston Júnior do Remo, o presidente
do Leão Azul, André Cavalcante, convocou a imprensa para uma entrevista coletiva
na sede social do clube, no bairro de Nazaré. O mandatário azulino elogiou o
trabalho de Leston, afirmou não haver racha no elenco e garantiu que uma novo
treinador deverá ser anunciado até quarta-feira, prometendo que ele ficará até
o final da Série C do Brasileiro. – Provavelmente na quarta-feira o novo técnico
já estará em Belém.

Já começamos algumas conversas e acertamos detalhes. Nesse
momento há uma conversa, assim que tiver fechado iremos anunciar.

O que podemos
dizer é que esse treinador já vai ser para o comando de toda Série C. Se ficarmos
pensando por uma comissão provisória só vamos perder tempo e dinheiro.

Os
profissionais que nós procuramos estão sabendo que o Remo está em dia com seus
jogadores e funcionários e por isso eles até aceitam conversar. Acredito que
até hoje à tarde ou mais tardar até amanhã (terça-feira) já teremos essa
definição – explicou Cavalcante.

A
mudança no comando técnico acontece justamente na semana de preparação para o
segundo clássico do ano. A preparação para a partida contra o Paysandu, no
domingo, será iniciada pelo coordenador das categorias de base, Neto, e pelo
preparador físico Robson Melo.

Enquanto isso, a diretoria define as diretrizes que
deverão ser seguidas pelo novo técnico.–
Lógico que queremos um perfil vencedor.

Que tenha grandes trabalhos, que tenha
feito algo consistente nos seus últimos trabalhos. Não adianta pensarmos menos
que isso para o Clube do Remo – resumiu o presidente do Remo.

Além
da troca de comando, mudanças também pode ser feitas no elenco remista. André
Cavalcante afirma que não descarta dispensar jogadores e contratar novas opções
para o elenco.

A avaliação será feita pela comissão de futebol, juntamente com
a diretoria.Precisamos
reforçar o elenco,mas por enquanto temos quejogar com esses jogadores.

Voltoa dizer que acredito nesse elenco,ele pode dar bons frutos”– Vamos conversar com
aqueles jogadores que porventura possamos não ter mais interesse na permanência
no elenco e trazer outros atletas para reforçar nosso plantel. Vocês sabem que
agora, na reta final da inscrição (no Parazão) nós tentamos mais de 30
jogadores, mas uma série de questões, como campeonatos em andamentos, multa
rescisória, entre outras, atrapalhou a negociação.

Hoje nós temos no elenco 28
atletas e três competições em andamento. Com 28 atletas fica muito difícil você
fazer um trabalho condizente com o nível de exigência dessas competições.

Precisamos
reforçar o elenco, mas por enquanto temos que jogar com esses jogadores. Volto
a dizer que acredito nesse elenco, ele pode dar bons frutos.

Não digo que a
classificação virá porque não depende só do nosso esforço, mas também de uma
combinação de resultados – contou o mandatário.Na
conversa que terá com o elenco, Cavalcante espera respostas francas dos
jogadores.

O presidente do Remo disse descartar “corpo mole” nos últimos jogos,
para supostamente forçar a demissão do treinador.–
O que eu sempre digo é o seguinte: se uma pessoa está se sentindo mal, não está
conseguindo desenvolver o trabalho dele por uma série de fatores, nós temos que
entender também esse posicionamento do atleta, mas espero que esse atleta, caso
esse seja algum caso, que comunique a diretoria sobre essa situação.

Não
queremos prejudicar a vida de ninguém, mas chegar a uma solução para cada um
seguir sua vida. Espero
que insatisfação dos jogadores com o técnico não tenha acontecido.

Não
queremos profissionais com esse tipo de conduta, não é esse tipo de
profissional que queremos para o Remo. Eu acompanhei praticamente todas as
preleções do Leston antes dos jogos.

O trabalho detalhado em vídeo, projeção de
jogadas, posicionamento. Era um trabalho exemplar, não tenho nada a reclamar –
ponderou.

Espero
que insatisfação dos jogadores com o técnico nãotenha acontecido. Nãoqueremos profissionais comesse tipo de conduta, não éesse tipo de
profissional que queremos para o Remo”Antes
de encerrar a entrevista, André Cavalcante comentou o protesto de torcedores do
desembarque do elenco no aeroporto de Belém, no início da tarde desta segunda-feira,
vindo de Santarém.

O presidente do Leão disse ser a favor da cobrança, mas que
seja feita sem violência.–
Eu acho extremamente importante um clube que tem uma torcida participante.

Eu
não vejo protesto, cobrança, eu não vejo qualquer coisa desse tipo com maus
olhos. Isso faz parte do contexto.

O que eu acho, nesse tipo de situação, é que
todo mundo tem que ser tratado de maneira séria e com respeito. Inadmissível
ter violência – lamentou.

*Colaborou Flávia Araújo, repórter da TV Liberal
.

Fonte: Globo Esporte