O Grêmio chegou a Quito com antecedência para se adaptar à altitude. E também já pode observar o seu adversário da próxima quarta-feira. O técnico Roger Machado e seus auxiliares estiveram no Estádio Casa Blanca na noite deste sábado para ver a derrota da LDU para o Deportivo Cuenca por 1 a 0.

 A comitiva gremista teve o técnico Roger Machado, os auxiliares James Freitas e Roberto Ribas, o diretor executivo Rui Costa, o vice de futebol Cesar Pacheco e o vice-presidente Antônio Dutra Jr. Todos estiveram em um camarote do Casa Blanca.

O GloboEsporte.com também esteve na partida para observar o rival gremista.

A partida marcou a estreia do técnico Alvaro Gutierrez. No entanto, o uruguaio não ficou na beira do campo.

Precisou ficar em uma cabine, porque não foi autorizado pela federação a comandar a equipe no banco de reservas. Em outras palavras, não estava no BID, em um paralelo com o Brasil, algo que até treinadores precisam no Equador.

Estará, assim, pela primeira vez ao lado dos seus jogadores contra o Grêmio, na quarta, apesar de já ter comando a equipe e ter dado treinos. O gol do Cuenca veio com Walter Chala, na metade da primeira etapa.

A LDU só passou a pressionar a partir dos quinze minutos do segundo tempo. Mas o momento ruim salta aos olhos.

Ayoví, por exemplo, teve um erro individual que resultou no gol da vitória do Cuenca. No segundo tempo, o meia Morales ainda perdeu um pênalti, aos 32 minutos do segundo tempo.

E perdeu pelo menos outras duas chances de dentro da área para o empate. Alemán ainda acertou a trave, mas a derrota estava decretada.

A LDU usou uma escalação principal. O time foi escalado com Domínguez; Romero, Quinteros, Ayoví e Estupiñan; Benavidez, Vera e Vega; Morales, Puch e Brahian Alemán.

Entraram no segundo tempo os atacantes Angulo e Padilla e o meio-campista Cevallos.
.

Fonte: Globo Esporte