Muricy Ramalho não esconde de ninguém a alegria de poder ter uma semana sem jogos, algo que não acontecia desde o intervalo entre a goleada por 5 a 0 sobre o Resende (28/02) à vitória por 3 a 1 em cima do Bangu (05/03). E no primeiro treino da terça-feira – houve um segundo à tarde -, o treinador submeteu os jogadores do Flamengo a um intenso trabalho de finalizações. Dar ênfase ao fundamento é pertinente, pois o Fla tem o segundo pior ataque da Taça Guanabara, com quatro gols – Madureira e Boavista, com três marcados, dividem o posto de “líder” no quesito.

A preocupação se justifica ainda mais pautando-se no número de conclusões do Flamengo na Taça GB: são 67 em cinco partidas. Além disso, em todos os jogos o Rubro-Negro finalizou mais que seus adversários.

(veja vídeo abaixo com algumas das finalizações rubro-negras na segunda fase do Campeonato Carioca) O curioso é que o Flamengo não se notabiliza por finalizações tortas. Foram 40 conclusões na direção do gol, 22 para fora, uma na trave e quatro na rede.

Fluminense e Vasco são mais incisivos em suas finalizações com oito e seis gols em 57 e 53 finalizações, respectivamente. O Botafogo é quem mais concluiu na Taça Guanabara: 71 vezes (fez seis gols), mas justamente contra o Flamengo registrou sua menor marca em um jogo neste turno: nove finalizações.

Confira tabela abaixo:
.

Fonte: Globo Esporte