Depois de idas e vindas, em polêmica às vésperas do confronto, Fast-AM e Paysandu se enfrentam
nesta quinta-feira, às 19h (horário de Brasília), na Arena da
Amazônia, em Manaus. Com sobrevida, o time amazonense tem a missão de provar que a desclassificação do Águia de
Marabá, e a “repescagem” na competição valeram a pena. Para isso, o Tricolor de Aço tem uma dura tarefa pela frente: o Pará acumula
15 jogos e segura uma invencibilidade de três anos contra os amazonenses.

Os
desfalques do Paysandu são um dos fatores que podem ajudar o time manauara a
quebrar o tabu. Do lado amazonense, a aposta de elenco de “emergência” ainda é incógnita.

De volta à Copa Verde “em cima da hora”, o Fast mesclou o alenco de juniores que tem defendido a equipe em competições locais nos últimos meses com alguns veteranos do futebol amazonense. Quem lidera a equipe é o ex-jogador Lima, que largou mão da aposentadoria e volta a jogar contra o Papão.

Além dele, Ediglê e Claílson são as apostas de maturidade do elenco.O Paysandu quer reencontrar o caminho das vitórias.

A última delas
foi justamente pela Copa Verde, contra o Águia, e, desde então, só
empates pelo campeonato estadual. O time, porém, segue invicto nesta
temporada sob o comando do técnico Dado Cavalcanti.

 Para enfrentar o Fast, o time não terá ainda o lateral-esquerdo Raí e
o Gilvan, ambos ainda no departamento médico bicolor. Raphael Luz e
Ricardo Capanema, por outro lado, podem ser relacionados para o
confronto, a depender do treinador.

Fast: sem fazer segredo, o técnico Darlan Borges confirmou o elenco titular com Bruno Saul; Ricardo; Guigui, Thiago, Matheus Iton; Lima,
Ediglei, Ian, Junior Duarte; Clailson e Jack Chan.Paysandu: O time paraense deve entrar em campo com Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Pablo e Lucas;
Augusto Recife, Ilaílson (Ricardo Capanema), Paulinho (Raphael Luz) e Celsinho;
Fabinho Alves e Leandro Cearense.

Fast: nenhum desfalque no time da casaPaysandu: Raí e Gilvan seguem no departamento médico 
.

Fonte: Globo Esporte