O gol e a boa atuação de Alexandre Pato na estreia pelo Chelsea contra o Aston Villa, no último sábado, em nada diminuíram a preocupação do Corinthians com o futuro do jogador. O Timão reza para que alguma proposta surja até o meio do ano, mas já admite perder o jogador gratuitamente.Pato está vinculado ao Corinthians até o fim de 2016.

Ou seja, a partir de julho, quando vence o acordo com o Chelsea, o atacante pode assinar um pré-contrato com qualquer equipe e assim sair em janeiro de 2017. Se isso acontecer, o Timão não receberá nada pela negociação.

Essa possibilidade aumentou desde que o jogador retornou do empréstimo ao São Paulo, no fim de 2015. E por dois motivos: os clubes interessados investiriam bem menos na transação – o Timão aceita vender por 15 milhões de euros (R$ 62,8 milhões) –, e Pato ficaria com todo o dinheiro nas mãos como “luvas”.

Há uma corrente entre dirigentes do Corinthians que acredita que Pato e o empresário Gilmar Veloz estejam pensando exatamente assim. O jogador foi sondado por clubes brasileiros nos últimos meses, mas disse que a prioridade é seguir na Europa.

No início do ano, ele rejeitou uma oferta milionária para atuar na China.O Timão praticamente desistiu de esperar por uma oferta do Chelsea pela compra de seus 60% dos direitos econômicos – o restante pertence ao jogador.

O atacante atuou apenas uma vez desde que foi contratado e não estaria nos planos do novo técnico do clube, o italiano Antonio Conte, segundo o jornal inglês “Daily Mail”.A esperança alvinegra recai agora sobre os clubes de menor expressão na Europa.

O Timão espera que Pato desperte o interesse de equipes emergentes e possa ser vendido nos próximos meses. A dificuldade faz o clube aceitar reduzir a pedida inicial, sobretudo para diminuir o prejuízo de quase R$ 41 milhões, valor que pagou para contratá-lo do Milan, no fim de 2012.

Uma alternativa, bem menos provável, seria Pato aceitar renovar o contrato com o Corinthians para ser emprestado novamente. O atacante, porém, rejeitou o pedido feito pelo presidente Roberto de Andrade no início do ano e dificilmente mudará de ideia agora, prestes a ficar livre.

Apesar de Tite abrir as portas, está praticamente descartada qualquer chance de Pato ser reintegrado ao elenco. O jogador já demonstrou que não pretende atuar pelo clube novamente.

Além disso, a direção acredita que ele não seria bem aceito pela torcida.

.

Fonte: Globo Esporte