Fim do jejum, embalo para o clássico e tranquilidade – ao menos
pelos próximos dois dias. O Palmeiras cumpriu o dever de casa ao vencer o Rio Claro por 3 a 0 nesta
quinta-feira, no Pacaembu, e encerrou o jejum de quatro derrotas
consecutivas do técnico Cuca. 

Com a quinta escalação diferente em cinco jogos à frente do
Verdão, o treinador, enfim, assistiu a uma equipe consistente, que não sofreu
riscos para superar e rebaixar o time do interior no Campeonato Paulista.

Cuca mostrou criatividade ao buscar mais uma opção em um elenco considerado grande, e para o qual ele próprio já pediu reforços. A opção por Alecsandro e Lucas Barrios jogando juntos não
era esperada – e foi ensaiada nos treinos fechados à imprensa em Atibaia, cidade
onde a equipe se refugiou nesta semana após a goleada sofrida para o Água
Santa.

O paraguaio foi posicionado como referência no setor ofensivo, onde
costuma jogar, enquanto Alecsandro foi recuado para o meio-campo, atuando ao
lado de Robinho e Gabriel Jesus, que deu um susto em todo mundo ao cair desacordado no gramado após choque de cabeça (veja abaixo). 

 Com Jean pela lateral direita, o Palmeiras aumentou sua
força ofensiva (assista abaixo).

As constantes chegadas ao ataque, combinadas a
um meio-campo equilibrado na marcação com Matheus Sales e Arouca, fizeram com
que o Verdão pressionasse o Rio Claro desde o início. Com 10 minutos de jogo, a
equipe já havia finalizado cinco vezes.

 

 Além de se movimentar bem, o Palmeiras ainda contou com a marcação falha do Rio Branco, principalmente no jogo aéreo. Foi em uma cobrança de escanteio aos 44
minutos do primeiro tempo que Alecsandro tirou o zero do placar – chegando ao
seu sexto gol na temporada.

Um fato importante para a equipe recuperar a
confiança: nos últimos três jogos, o Verdão havia partido para o vestiário
perdendo por dois gols para Audax, RB Brasil e Água Santa. O ímpeto ofensivo não foi o mesmo na etapa complementar, mas
não havia motivo para se preocupar.

Calmo com a vantagem no placar, o Palmeiras
construiu os meios para ampliar a vantagem – com um golaço de Gabriel Jesus
(assista abaixo) e cabeçada de Rafael Marques, no fim. 
 O segundo tempo foi mais importante para Cuca pensar
alternativas para o clássico contra o Corinthians, domingo, já que ele não terá
Matheus Sales, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Thiago Santos, que também
substituiu o garoto nesta quinta, é o favorito para assumir a vaga e manter a
segurança da marcação.
Conversas, trabalhos psicológicos e quaisquer outros fatores externos agora dão lugar à tranquilidade para Cuca continuar estudando alternativas dentro de campo.

 – Conversamos muito para resgatar este grupo, que, em alguns momentos, fez boas partidas e, nos últimos jogos, realmente tinha ficado em situação desconfortável. O importante era recuperar a confiança e o emocional.

As coisas vão clareando para a avaliação que está sendo feita – afirmou o diretor de futebol Alexandre Mattos.    A preocupação com a zona de rebaixamento do Paulistão ficou para trás, já que o Palmeiras abriu cinco pontos para o XV de Piracicaba, primeiro dentro do Z-6.

Com 18 pontos, na segunda colocação do Grupo B, o Verdão depende somente de si para avançar às quartas de final do estadual. No mesmo Pacaembu onde Alberto Valentim comandou uma equipe que foi firme a partir do intervalo para vencer o São Paulo por 2 a 0 no dia 13 de março, Cuca
tentará criar um time equilibrado durante os 90 minutos.

Como o próprio
treinador deixou claro, o trabalho ainda está no início, mas o alívio da
primeira vitória já é um grande passo. 
.

Fonte: Globo Esporte