Enquanto Luis Ricardo faz tratamento até mesmo no feriado da Semana Santa para se recuperar rápido de uma lesão na coxa direita, Diego se prepara para ocupar a lateral direita do Botafogo pelo menos nos próximos dois jogos. Apesar da diferença de idade do jovem de 20 anos para o titular, de 32, o reserva promete ser um substituto à altura do garçom alvinegro na temporada. Desde que foi promovido ao profissional no ano passado, ele soma quatro assistências em 12 jogos (veja todas no vídeo acima), mesmo número do companheiro em 10 partidas em 2016 – ao todo, o experiente jogador acumula oito em 50 compromissos.

Garçons do Bota em 2016:Luis Ricardo: 4Gegê: 2Diogo Barbosa: 2Diego: 1Rodrigo Lindoso: 1Descoberto numa escolinha do município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e no Botafogo desde 2008, Diego já mostrou vocação para servir os companheiros logo em sua estreia no profissional: foi dele o passe para o gol de Sassá contra o Capivariano, pela Copa do Brasil. Depois, diante do Sampaio Corrêa, fez dois cruzamentos na medida para Neilton e o ex-alvinegro Navarro balançarem a rede.

A última vez foi a única em 2016, quando tocou para Gegê marcar na derrota para a Desportiva Ferroviária em amistoso no Espírito Santo. Para aumentar o número, o garoto terá que quebrar um tabu: todas as suas assistências coincidentemente foram jogando fora do Rio de Janeiro.

Diego começou a temporada como titular, com Luis Ricardo mais avançado, formação que fazia do lado direito alvinegro a principal força ofensiva do time. Mas Ricardo Gomes só encontrou o equilíbrio necessário no meio de campo quando passou a usar três volantes e cortou um dos meias, recuando Luis Ricardo para a lateral.

Com isso, o garoto de 20 anos perdeu a vaga e virou o reserva imediato do setor. No último domingo, quando o dono da posição de machucou, Octávio entrou improvisado porque o técnico vem promovendo um rodízio no banco, e contra o Madureira o jovem não estava entre os relacionados.

Internamente, Diego, que quando mais jovem chegou a ser reprovado em teste no Fluminense, é visto como mais uma grande joia do Botafogo. Tanto que em janeiro teve seu contrato renovado pela diretoria até o fim de 2017.

Ricardo Gomes não divulgou a escalação para o clássico deste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Vasco em São Januário, mas adiantou que não terá surpresas e deu a entender que o garoto de 20 anos será o seu titular. E, se possível, o garçom.

.

Fonte: Globo Esporte