A lateral esquerda deixou de ser um problema no Vitória
desde a temporada passada. Após ter vários aspirantes a “dono” do setor, o
Rubro-Negro encontrou em Diego Renan a referência para atuar com a camisa 6.
Justamente um jogador questionado no antigo clube, que foi emprestado pelo
Cruzeiro sem ter atuado sequer uma vez em 2015 com a camisa celeste.

No Vitória, Diego Renan não apenas se tornou titular da
lateral esquerda. Virou um dos líderes do elenco, e peça de confiança do
técnico Vagner Mancini.

Nesta segunda-feira, o atleta comemorou a virada de
jogo, o que ele considera fruto de muito trabalho e dedicação.

– Momento maravilhoso.

Isso é resultado de trabalho. Não tem
outra resposta.

Cheguei aqui no ano passado, muito contestado, mas sempre
aceitando as críticas, as cobranças, sabendo que tenho potencial. Trabalhei,
fazendo sempre o meu melhor.

E sempre falo que nunca está bom. Prefiro falar
que a gente precisa sempre melhorar, nunca estar acomodado.

É um momento
maravilhoso. Espero que possa dar continuidade durante a temporada – afirmou o
lateral.

Diego Renan foi titular em todas as oito partidas do Vitória
no ano. Marcou dois gols, o primeiro contra o Jacobina e o segundo diante do Feirense.

Na temporada passada, foram quatro gols marcados com a camisa rubro-negra, desempenho
que pode ser atribuído ao conceito que o técnico Vagner Mancini possui de
futebol. Segundo o lateral-esquerdo, o treinador sempre pede durante os treinos
que os atletas invadam a área adversária para tentar maximizar as chances de
marcar gols.

– É uma coisa que o Mancini pede muito, que não só os
atacantes, mas os meias, os jogadores que jogam pela beirada estejam sempre
entrando na área. Quanto mais jogadores nossos estiverem dentro da área,
maiores as possibilidades de fazer gols.

Então a gente tem procurado fazer. Nos
treinamentos, o Mancini cobra bastante isso, então acho que isso é o resultado
do que ele vem cobrando – disse.

A postura ofensiva é um pedido de Vagner Mancini e que deve
ser apresentado em campo no próximo domingo, quando o Vitória enfrenta a
Juazeirense, no Adauto Moraes, pelas semifinais do Campeonato Baiano. Diego
Renan conta que o treinador ainda não compartilhou a escalação do time que
planeja colocar em campo no fim de semana.

O segredo sobre a formação titular
só deve ser revelado durante os próximos treinos.

– O Mancini ainda não passou muita coisa para a gente.

Mas,
durante a semana, com certeza a gente vai receber informações e vídeos, para
que a gente possa conhecer ainda mais o adversário. Mas, independentemente
disso, nós temos que saber que vai ser um jogo muito difícil, como tem sido
ultimamente no interior.

Tem que ter concentração, tem uma ótima semana de
trabalho. Com certeza, tem tudo para ser uma semana abençoada, que a gente vai
coroar com uma vitória no domingo – afirmou.

Como tem melhor campanha que a Juazeirense, o Vitória pode
garantir a classificação para a final do Campeonato Baiano em caso de dois
empates. A partida de volta está marcada para o dia 21 de abril, às 16h, no Barradão.

Saiba mais:Fique por dentro das notícias do esporte baiano Clique aqui e assista a vídeos do Vitória
.

Fonte: Globo Esporte