Na reapresentação após a derrota para o Altos por 4 a 1 pela
última rodada do Campeonato Piauiense, o técnico interino Dênis Alves
aproveitou o tempo extra de trabalho após o adiamento do jogo do meio de semana
para fazer um jogo-treino utilizando os jogadores que não tem atuado
ultimamente.- Eu tenho a minha metodologia de treinamento que, se a
gente tem a semana cheia de trabalho, no dia da reapresentação os atletas que
não participaram da partida anterior fazem um jogo-treino. Isso faz com que os
caras se mantenham em ritmo de jogo, favorece o condicionamento físico e eles
podem botar em prática o nosso conceito de jogo – diz Dênis.

A partida foi disputada contra a equipe sub-17 do
Tiradentes-PI, em dois tempos de 30 minutos. No primeiro tempo, os dez
jogadores de linha foram: Rafael, Vitor Recife, Cinelton e João Felipe; Cleber,
Eder e Jeferson Maranhão; Caio Eltink, Augusto e Dudu.

Após sair atrás no
placar, a equipe virou o placar para 3 a 1, com dois gols de Dudu e um do
zagueiro Leandro, que havia entrado no lugar de Rafael, que sentiu um incômodo.+ Após sofrer goleada, Athirson detona campo: “Em 30 anos, nunca vi isso”+ FFP muda datas, e River faz dois jogos no dia 20: estadual e Copa do BrasilNo início da segunda etapa, entraram na equipe o
lateral-esquerdo Tomás, o meia Nathan, o atacante Índio e o volante Romário, último
contratado que treinava pela primeira vez com o grupo.

No decorrer do tempo,
outros jogadores entraram ou retornaram a campo, e o placar foi encerrado em 4
a 1, com mais um gol de Augusto. Mas o placar, como afirma Dênis, pouco
importava.

– A diferença é grande porque enfrentamos um time sub-17,
então só não pode perder, porque aí fica chato. Tem que respeitar os caras,
procurar não se machucar nem machucar o adversário, mas marcar na pressão e na
hora de fazer o gol, fazer os gols.

O resultado não diz nada – afirma.O Flamengo-PI deveria enfrentar o Piauí nesta quarta-feira,
mas o jogo foi adiado por conta da partida da Copa do Brasil entre River-PI e
Goiás, marcada para o mesmo local no dia seguinte.

A nova data para este confronto ainda não foi divulgada e a Raposa só volta a
campo no próximo domingo, contra o Caiçara, em Campo Maior. Esse tempo a mais
foi comemorado pela comissão técnica.

– A gente estava precisando muito, então foi excelente. Não
digo pelo resultado do último jogo, mas pela recuperação dos atletas e poder
treinar o que a gente gosta.

Quando a gente tem jogo no meio de semana não dá
tempo, dá só para recuperar e já tem que jogar de novo – finaliza.
.

Fonte: Globo Esporte