O Barra Mansa vem surpreendendo nas últimas rodadas da Taça Santos Dumont, o primeiro turno da Série B do Campeonato Carioca. Em meio a uma crise nos bastidores, que inclui atraso no pagamento de salários dos jogadores e comissão técnica, o time vem conquistando vitórias sofridas, no fim das partidas, e agora só depende de si para ir às semifinais.O Leão do Sul demorou para engrenar.

Nas três primeiras rodadas, foram duas derrotas e um empate. A folga na quarta rodada parece ter feito muito bem.

A equipe ganhou um gás e venceu três dos últimos quatro jogos. Todos por 1 a 0.

Todos na reta final dos jogos.A primeira foi contra o Ceres, com gol do zagueiro Rômulo aos 45 do segundo tempo.

André Nunes fez o da vitória contra o Barra da Tijuca aos 22 da etapa final. Na última quarta-feira, o atacante Vinicius marcou a 9 minutos do fim.

 O preparador físico Vinicius Garcia sabe, melhor do que ninguém, que esse gás não é à toa.— A gente teve a liberdade de trabalhar com o grupo durante 25 dias.

O
treinador nos deu esse tempo, e tudo foi muito bem planejado. Entregamos
um time forte, veloz e ágil pra ele trabalhar a parte técnica e
tática.

 O desgaste que eles vêm tendoé normal, e o que ajuda é que todos
são muitos jovens – explicou o preparador físico, Vinicius Garcia.A arrancada colocou o Barra Mansa na zona de classificação para a semifinal pela primeira vez, mas a vitória do Angra dos Reis no dia seguinte fez o time cair para o 3º.

Porém, o time só depende das próprias forças para ir à semifinal. Isso porque o Angra tem um jogo a mais e vai folgar na rodada do fim de semana, abrindo a possibilidade do Leão voltar ao G-2.

— A gente pensa jogo a jogo, não tem jeito. Se a gente não fizer
nossa parte dentro de campo, a gente não vai conseguir nada.

Eu cobro
seriedade e
peço a Deus pra tomar as decisões corretas. Começamos jogando de um jeito, mas a gente se adapta e
muda de acordo com as circunstâncias – explicou o treinador, Luiz
Fernando Irala, que comanda um dos elencos mais jovens da competição, com média de
idade de 22 anos.

 Mas o que vem pela frente é páreo duro: o Itaboraí, dono da melhor campanha na segundona do estadual. O duelo decisivo deste sábado está marcado para as 15h30.

Apesar de ser o mandante, o Barra Mansa vai jogar mais uma vez no Estádio do Trabalhador, em Resende, porque o Leão do Sul segue sem o documento da Polícia Militar que autoriza a realização de partidas no estádio.
.

Fonte: Globo Esporte