A vitória por 3 a 1 sobre o Baraúnas trouxe tranquilidade ao ABC. O semblante do técnico Geninho na entrevista coletiva já explicava o alívio com a boa apresentação deste sábado. O resultado mantém o Alvinegro na briga por uma vaga na final do segundo turno do Campeonato Potiguar.

Com o fim da rodada, o Mais Querido ficou com a segunda posição, com 10 pontos, atrás do Potiguar, com 11, e na frente do Alecrim no saldo de gols.- Eu vi um jogo diferente daquilo que nós vínhamos fazendo.

Foi o melhor jogo que fizemos desde que eu cheguei. Acho que fizemos realmente algumas evoluções muito boas.

Todo mundo se ajudou na marcação. Com entrada do Eche por um lado, o Naldinho ajudando pelo outro, nós tivemos mais gente no meio, a bola saiu melhor trabalhada e nós começamos a chegar na frente.

O ataque começou a ter bola. O time foi bem e se aproximou mais daquilo que eu entendo como um time – declarou.

LEIA MAISCom hat-trick de Nando, ABC vence Baraúnas por 3 a 1 e segue no páreoConfira a classificação do returno do Campeonato PotiguarO placar foi construído com tranquilidade, com a equipe aproveitando bem os espaços cedidos pelo Tricolor. O ABC chegou a fazer 3 a 0 no segundo tempo e a vitória poderia ter sido mais elástica se não fosse a grande atuação do goleiro Érico, do Baraúnas.

Geninho aproveitou para valorizar a importância da semana livre que teve para trabalhar com o grupo.- Fizemos três e podíamos ter feito seis, tranquilamente.

O goleiro fez umas três, quatro defesas. Outras passaram perto da trave.

Fomos ameaçados duas ou três vezes, e, em uma delas, eles fizeram o gol. Nos deixa mais esperançosos.

Você sempre fica naquela expectativa se o time vai continuar nessa pegada, se vai continuar evoluindo. Eu torço para que sim.

É daqui para mais, e nunca que retorne, como aconteceu. Nós vínhamos crescendo e de repente tivemos um jogo bem abaixo contra o Alecrim.

Hoje (sábado) retomamos bem acima daquilo. Tivemos uma semana para trabalhar e agora vamos ter outra.

Tudo que o treinador quer é uma semana para trabalhar. Espero que a gente, no mínimo, possa repetir essa atuação no jogo contra o Assu – concluiu.

Sobre o ataqueEnquanto Nando marcou três gols e foi o destaque da vitória alvinegra, Jones, seu parceiro de ataque, esteve muito mal. Os dois se entenderam bem no primeiro tempo, mas Jones, quando teve chance de marcar, não foi feliz.

Também parecia sem força para as arrancadas na frente. Geninho preferiu destacar o empenho do camisa 11 na postura tática em campo.

– Falei para o Nando jogar mais perto da área. Centroavante vive de gols e, quanto mais perto da área ficar, mais chances ele tem de fazer.

Hoje (sábado) fez três. Foi muito bom para ele.

Vai dar uma moral muito grande pro Nando para que ele continue crescendo. Ele crescendo, vai nos ajudar demais.

O Jones não esteve em um bom dia. Se for analisar alguns lances individuais e ofensivos, ele não foi bem.

Mas ele nos ajudou muito na postura tática. Ele fechou muito bem o lado direito com o Erivélton, que não é um lateral de ofício.

Eu precisava de alguém para socorrer ali e o Jones fez isso muito bem. Ajudava a compor, pegava, mas, na hora da evolução, infelizmente, não estava em um bom dia e errou muito.

Mas ele foi muito importante na função que fez. Claro que normalmente o atacante é analisado pelos gols que faz, pelas jogadas, e nesse quesito ele não foi bem – finalizou.

Para ler mais notícias do GloboEsporte.com Rio Grande do Norte, clique em globoesporte.

globo.com/rn.

Siga também o GE RN no Twitter e por RSS.
.

Fonte: Globo Esporte