Astros de Flamengo e Vasco, Guerrero e Martín Silva já estão em
Brasília, palco do clássico desta quarta-feira, pelo Campeonato Carioca.
Ambos estavam a serviço de suas seleções nos jogos das Eliminatórias da
Copa do Mundo. O goleiro vascaíno desembarcou primeiro na capital
federal, ainda na durante a madrugada desta quarta-feira.

O atacante
Rubro-Negro chegou apenas no fim da manhã, transparecendo visível
cansaço. Os dois estão à disposição para a partida no Mané Garrincha,
que acontecerá às 21h45min (horário local).

A diretoria do
Vasco fretou um voo para acelerar o retorno de Martín Silva, que estava
em Montevidéu. Ele esteve no banco de reservas na vitória simples do
Uruguai sobre o Peru pelas Eliminatórias.

O goleiro viajou num jatinho
Cessna Citation com valor de fretamento avaliado em torno de R$ 100 mil
para o trecho. Martín provavelmente estará na equipe titular.

Guerrero viaja em voo comercialO atacante
peruano desembarcou em Brasília por volta das 11h e chegou ao hotel
onde está a delegação do Flamengo pouco antes do meio-dia. Com cara de
sono depois de longa viagem – ele veio de voo comercial e ainda fez
escala no Rio -, o atacante respondeu a torcedores rubro-negros na porta
do hotel que vai para o jogo.

A escalação do peruano, que participou da
derrota do Peru para o Uruguai na última terça-feira, em Montevidéu,
ainda vai depender da avaliação clínica que o atacante vai passar no hotel. Mas, pelo menos, no
banco o jogador vai ficar.

– Ainda vou fazer avaliação, mas vamos ver. Vai depender do professor Muricy – disse o atacante à Rádio Globo.

  A chegada de Guerrero estava prevista para as 10h desta quarta-feira,
mas o voo atrasou cerca de uma hora e meia. Quem é carta fora do
baralho e sequer viajou para Brasília é o volante Cuéllar.

Ele entrou no
segundo tempo na vitória da Colômbia sobre o Equador por 3 a 1, mas sua
ausência já era dada como praticamente certa, em função da dificuldade
de logística.Ao chegar no hotel em que a delegação
rubro-negra está hospedada, o atacante foi recebido por um grupo de
torcedores.

Perguntado se jogaria a partida, Guerrero confirmou em
espanhol: “Sí, sí”.
.

Fonte: Globo Esporte