Dos 102 gols do Palmeiras na inesquecível campanha campeã paulista de 1996, seis foram marcados num único clássico contra o Santos. Há exatos 20 anos. Numa tarde ensolarada de domingo, em 24 de março de 1996,  o time então treinado por Vanderlei Luxemburgo foi à Vila Belmiro e passou por cima do rival: 6 a 0, com três gols em cada tempo (assista ao vídeo).

Os visitantes estavam com força máxima – exceção feita ao volante Amaral, que havia recebido o terceiro cartão amarelo na rodada anterior e deu lugar a Galeano.O Santos, do técnico interino Orlando Amarelo, tinha oito desfalques, por suspensão e lesão: o goleiro Edinho, os zagueiros Narciso e Ronaldo, o lateral Claúdio, os volantes Carlinhos e Cerezo, o meia Robert e o atacante Camanducaia.

As baixas podem ter contribuído para o resultado elástico, mas o fato é que aquele Palmeiras de 96 era uma máquina de golear desde a primeira rodada da competição. Com 24 minutos do primeiro turno, a equipe alviverde já tinha três gols, um de Rivaldo e dois do zagueiro Cléber.

Foi o bastante para a torcida santista chamar o interino de burro e pedir a contratação do ex-jogador Serginho Chulapa. Se o protesto parasse por aí, tudo bem.

Mas, depois dos três gols finais (marcados por Cafu, Djalminha e Rivaldo), a fúria dos santistas aumentou, e muitos objetos foram atirados ao campo: pilhas, chinelos, sapatos, garrafas, rádio portátil e até um porta-retrato.A torcida palmeirense, por sua vez, não só comemorou a goleada em si como também a conquista antecipada do primeiro turno – com cinco pontos de vantagem sobre a vice-líder Portuguesa, restando ainda uma rodada, e 57 gols em 14 partidas.

Luxemburgo ainda aproveitou para zerar os cartões de quatro jogadores pendurados (Cléber, Galeano, Elivélton e Luizão), de olho no returno. Turno que o Palmeiras também venceria, com outro triunfo sobre o Santos, no Palestra Itália, e lhe daria o título estadual.

FICHA TÉCNICASANTOS 0 X 6 PALMEIRASEstádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)Data: 24/03/1996 (domingo)Horário: 16 horas (de Brasília)Árbitro: Dalmo Bozzano (SC)Público: 14.687 pessoasGols: Rivaldo (5′ do primeiro tempo), Cléber (17′ e 24′); Cafu (14′ do segundo tempo), Djalminha (38′) e Rivaldo (42′)Santos: Gilberto; Claudemir, Batista (Gustavo), Sandro e Marcos Paulo; Gallo, Kiko (Luiz Carlos), Baiano e Marcelo Passos (Macedo); Giovanni e JamelliTécnico: Orlando AmareloPalmeiras: Velloso; Cafu (Osio), Sandro, Cléber (Cláudio) e Júnior (Elivélton); Galeano, Flávio Conceição, Rivaldo e Djalminha; Muller e LuizãoTécnico: Vanderlei Luxemburgo
.

Fonte: Globo Esporte