O Inter ainda se vê em meio à expectativa de receber a final do Campeonato Gaúcho de futebol americano, o Gigante Bowl, em 18 de junho, mas já começa a cogitar estreitar a relação com a modalidade. Antes mesmo de sediar pela primeira vez um evento do esporte no Beira-Rio, a diretoria colorada resguarda um plano, ainda embrionário, de abrigar um duelo da NFL em seu estádio. E mais: não descarta atrelar a marca do clube ou até criar um time para o desporto.

LEIA MAIS> Inter lança “Gigante Bowl” no Beira-Rio, em 18 de junho> Inter projeta “Gigante Bowl” à la NFL e espera recordeTodas essas iniciativas, claro, passam pelo sucesso potencial do Gigante Bowl. O Colorado prepara o evento com o “conceito” do Super Bowl, com show do intervalo, interatividade com o público e até linha oficial de produtos para fazer história no país.

Em parceria com a Brio e a Federação Gaúcha de Futebol Americano (FGFA), o clube almeja quebrar o recorde de público da modalidade no país, que é de cerca de 15 mil pessoas, em duelo entre Curitiba Crocodiles e Cuiabá Arsenal, na Arena Pantanal, no ano passado.O Colorado ainda concentra todas as atenções em promover o Gigante Bowl, sem quaisquer planos futuros para a modalidade.

Ainda assim, a pauta pode abrigar a criação de um time do clube para disputar o estadual num futuro próximo, a exemplo do que faz o Juventude. Outra possibilidade, ainda não discutida, é atrelar a marca do clube a uma equipe já existente.

– Tudo passa pela primeira experiência. O sucesso pode trazer o interesse do Inter em criar sua própria equipe, ou de colocar sua marca em uma das equipes existentes.

É um negócio. Tratamos da questão de que pode dar o devido retorno.

É um dos esportes que mais cresce em publicidade, em plateia. Pode.

Não há nada neste sentido, mas não se descarta, desde que aumente a visibilidade da marca e atraia parceiros e recursos para suas atividades – afirma o vice de marketing e mídia do Inter, Luiz Henrique Nuñez.Tudo passa pela primeira experiência.

O sucesso pode trazer o interesse do Inter em criar sua própria equipe, ou de colocar sua marca em uma das equipes existentes. É um negócioAs intenções coloradas também apontam para um possível confronto envolvendo times da NFL, em pré-temporada.

A aposta, neste caso, tem como trunfo não apenas o Gigante Bowl, mas o histórico recente do Beira-Rio como sede da Copa do Mundo de 2014 e palco de shows internacionais, como o dos Rolling Stones.– É mais um marco do nosso estádio, em mais um evento.

Também queremos ajudar o desenvolvimento do esporte no Brasil. Sabemos o quanto são batalhadores, o quanto estão envolvidos.

Queremos mostrar a força do Beira-Rio e a possibilidade de atrair um jogo de NFL, ou um amistoso entre as equipes em uma pré-temporada. Mas o principal não é a NFL.

É mostrar para todos os gaúchos que temos o campeonato e ter o momento de glória num grande palco que é o Beira-Rio – ressalta o vice de administração Alexandre Limeira.A venda dos ingressos para o Gigante Bowl já foi iniciada, a valor promocional de R$ 30, através do site gigantebowl.

internacional.com.

br. O preço da entrada inteira é de R$ 40, com desconto de 50 % para sócios do Inter, que pagarão R$ 20.

 Em sua segunda edição organizada pela FGFA, em 2016 o Campeonato Gaúcho de Futebol americano abriga 10 equipes. Em 2015, a competição reuniu sete clubes.

O Juventude FA foi campeão, ao bater o Porto Alegre Pumpkins na final, por 28 a 6.Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.

com/rs  
.

Fonte: Globo Esporte