caminho contrárioMudança de técnico costuma dar um novo ânimo para reservas e ligar o sinal de alerta dos titulares, acirrando a disputa por vaga. No Atlético-PR, dois jogadores aproveitaram a troca de Cristóvão Borges por Paulo Autuori e mudaram seus status no time. O volante Jadson e o atacante Pablo, renegados pelo antecessor, viraram titulares com o novo comandante.

Jadson, que tinha entrado durante apenas dois dos 10 jogos com Cristóvão, já participou de quatro dos seis jogos com Autuori. E ele aproveitou essas oportunidades.

Mostrou entrosamento com Otávio no meio-campo, contribuindo tanto na marcação quanto na saída de bola. Além disso, marcou um gol – no 1 a 1 com o Londrina, domingo, pelas quartas rodadas do estadual.

– Fico feliz em marcar. Tenho trabalhado bastante para isso.

Vim de uma
cirurgia difícil, com um longo tempo parado sem poder ajudar meus
companheiros. Mas pude voltar bem e coroar esse momento com um gol.

Nosso time mostrou organização e que sabe o que
quer dentro de campo. Temos que consertar os erros deste último jogo e
trabalhar no que precisamos para estarmos fortes no domingo (contra o Londrina, pelo jogo de volta) – falou Jadson ao site oficial do clube.

Pablo talvez seja o principal símbolo desta mudança. Ele treinava normalmente com o grupo no CT do Caju, mas aguardava propostas de outros clube e não teve nenhuma chance com o antigo técnico.

Com a chegada de Paulo Autuori, passou de “negociável” a titular. Estreou balançando a rede no 1 a 1 com o Cruzeiro, pela Primeira Liga, quando o novo treinador assistiu do camarote.

Desde então, disputou outras cinco partidas, marcou mais um gol e deu uma assistência.Confira tambémConfrontos das quartas de final do Campeonato ParanaenseGoleiro Weverton e meia Vinícius serão julgados na terça-feiraWalter trata de lesão na coxa e é dúvida para a partida de voltaDupla vive jejum de gols, e Atlético-PR tem artilharia solidáriaO zagueiro Thiago Heleno e o lateral-esquerdo são outros dois exemplos.

O camisa 44, que tinha feito só um jogo com Cristóvão, já disputou quatro partidas com Autuori. O camisa 42, que estreou diante do Cruzeiro, também soma quatro partidas com o novo técnico.

Pará, porém, ficou fora das últimas partidas. Ele pode voltar diante do Londrina, às 16h (horário de Brasília) de domingo, na Baixada, pelo jogo de volta das quartas de final do Campeonato paranaense.

01caminho contrárioA mudança no comando atleticano acabou prejudicando outros jogadores. O zagueiro Christián Vilches, o lateral-esquerdo Roberto e o volante Deivid, por exemplo, perderam espaço.

Titulares com Cristóvão Borges, eles disputaram, no máximo, três jogos com o novo treinador. Roberto, inclusive, está na mira do Ceará e deve ser negociado.

O meia Vinícius, prejudicado por uma lesão no tornozelo, também não tem mais o status de “titular absoluto” no time rubro-negro. Presente em nove dos 10 jogos com o antecessor, ele disputou apenas três partidas – duas delas como titular – com Paulo Autuori.

Para piorar, o camisa 29 ainda será julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) nesta terça-feira e pode virar desfalque na reta final do Campeonato Paranaense.O comandante rubro-negro começa a definir o time titular para o duelo com o Londrina, pelas quartas de final, a partir de quarta-feira.

O grupo, que realizou um treino leve na segunda, folga nesta terça. O jogo com o Tubarão está marcado para 16h de domingo, com transmissão da RPC (afiliada da Rede Globo no Paraná) e Tempo Real do GloboEsporte.

com.Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.

com/parana
.

Fonte: Globo Esporte