A sexta-feira começou agitada no Rio de Janeiro por causa da manifestação de taxistas contra o Uber, aplicativo de motoristas autônomos. O trânsito na cidade ficou complicado, o que refletiu no dia do trabalho do elenco cruz-maltino. Alguns jogadores chegaram atrasados no treinamento em São Januário, em São Cristóvão, Zona Norte da cidade.

O atacante Thalles e o volante Bruno Gallo, por exemplo, enfrentaram trajeto complicado: ambos moram em Niterói, e a duração da travessia da ponte Rio-Niterói estava em média 1h40.Em campo, dos titulares que enfrentaram o Flamengo na última quarta, estavam apenas Julio dos Santos e Martín Silva.

Nenê e Marcelo Mattos chegaram a aparecer na boca do túnel que dá acesso ao vestiário, mas não ficaram no gramado. Jorginho fez uma atividade de tabela e finalização com o grupo e, depois, um trabalho em campo reduzido.

O atraso não foi apenas dos jogadores. Muitos funcionários do Vasco também chegaram depois de seus horários iniciais de trabalho.

O gerente de futebol Isaías Tinoco e um dos filhos de Eurico Miranda, o Euriquinho, estiveram em campo para conversar com membros da comissão técnica. O Vasco enfrenta o Volta Redonda, domingo, em São Januário, às 16h (de Brasília).

O jogo é válido pela quinta rodada da Taça Guanabara. Para esse jogo, Jorginho não terá Julio dos Santos e Jorge Henrique, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Jomar levou o vermelho e também é desfalque. Diguinho é a principal opção para a vaga do volante.

Já para o ataque, o treinador deve ficar entre Riascos, autor do gol do empate por 1 a 1 contra o Flamengo, e o jovem Caio Monteiro.
.

Fonte: Globo Esporte