O goleiro Weverton e o meia Vinícius serão julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) nesta terça-feira, a partir de 19h (horário de Brasília) e podem desfalcar o Atlético-PR na reta final do Campeonato Paranaense. Eles vão responder por terem sido expulsos após a derrota por 1 a 0 para o Paraná Clube, na Vila Capanema, pela sétima rodada do Campeonato Paranaense (veja a confusão no vídeo acima).Weverton pode pegar de uma a seis partidas por “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”, conforme prevê o artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

 Segundo relato do árbitro Adriano Milczvski na súmula, o camisa 12 teria empurrado jogadores do Tricolor e discutido com eles após a partida, além de ter gritado para a equipe de arbitragem “a culpa disso é só sua, c..

. Viu o que você fez?”.

Vinícius, também expulso após aquele jogo, corre risco de pegar até 16 partidas de gancho por “participar de rixa, conflito ou tumulto” e “cavar uma falta”. Pela primeira denúncia, baseada no artigo 257, ele pode pegar de seis e 10 partidas.

Na súmula, o árbitro diz que o camisa 29 teria trocado empurrões com o médico do Paraná, dando início à confusão. Já por ter “cavado a falta”, como prevê o artigo 258, ele pode pegar de um a seis jogos.

 Neste lance, aos 10 minutos do segundo tempo, ele partia em direção ao gol adversário até ser derrubado pelo zagueiro Zé Roberto – que receberia o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho pela falta.Confira tambémWeverton e Vinícius são expulsos após duelo com o ParanáConfrontos das quartas de final do Campeonato ParanaenseSe forem absolvidos, advertidos ou se pegarem apenas um jogo de suspensão (por já terem cumprido a automática), Weverton e Vinícius ficam à disposição para as próximas rodadas.

Já se for punida por duas ou mais partidas, a dupla vira desfalque do Atlético-PR para a reta final – inclusive no jogo de volta contra o Londrina, às 16h de domingo, na Arena da Baixada, pelas quartas de final. Após empate por 1 a 1 na ida, o Furacão precisa vencer para passar de fase.

Novo empate, independentemente do número de gols, leva a decisão para os pênaltis.Se Weverton não puder jogar, o técnico Paulo Autuori deve dar nova chance para Santos no gol rubro-negro.

Já Vinícius tem sido reserva nas últimas partidas. Se não for punido, ele pode entrar no lugar de Pablo, Marcos Guilherme ou Nikão no meio-campo.

Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.com/parana
.

Fonte: Globo Esporte