A FUNDAÇÃO E O PRIMEIRO TÍTULOUM GRANDE ESTÁDIO, UMA GRANDE CAMPANHACAMPEÃO DA TAÇA DE PRATA E DO ESTADUAL11 ANOS DEPOIS, O TRI PARANAENSEREBAIXAMENTO E FUNDO DO POÇONOVOS TEMPOS: TÍTULO E ACESSOSO Londrina comemora nesta terça-feira, 5 de abril, o
aniversário de 60 anos de fundação. Seis décadas de uma história marcada por quatro
títulos estaduais, um título na Taça de Prata – equivalente à Série B do
Brasileiro – e uma surpreendente campanha no Campeonato Brasileiro em 1977. Em sua história, o clube foi do auge até o fundo do poço,
ressurgindo nos últimos anos para voltar a ocupar um lugar na Série B do campeonato Brasileiro.

Nesta data especial, o GloboEsporte.com separou alguns
momentos especiais vividos pelo Londrina em sua história, relembrando
conquistas e fatos históricos do Tubarão ao longo desses 60 anos.

01A FUNDAÇÃO E O PRIMEIRO TÍTULO”Aos cinco dias do mês de abril de mil novecentos e
cinquenta e seis, às vinte horas, compareceram os abaixo assinados, os quais,
de comum acordo deliberaram fundar um clube de futebol profissional e demais
esportes, o qual recebeu o nome de Londrina Esporte Clube..

.”.

Este
é o texto da ata de fundação do Londrina, que surgiu após um grupo de amigos decidir
montar um time na cidade inspirado pelo surgimento do Nacional, na vizinha Rolândia.O primeiro jogo foi disputado pouco mais de dois meses
depois, no dia 24 de junho e o Londrina empatou com o Corinthians de Presidente
Prudente por 1 a 1.

O primeiro gol alviceleste foi marcado por Alaor. Três
anos depois, a primeira disputa de título na final com o Coritiba pelo Paranaense e o clube ficou com o vice-campeonato estadual.

O primeiro título paranaense veio em 1962. Campeão do Norte
Novo, o Londrina disputou a fase final com o Coritiba e a Cambaraense.

Na
decisão, o Tubarão bateu o Coxa por 4 a 2 fora de casa e comemorou pela
primeira vez como campeão estadual.01UM GRANDE ESTÁDIO, UMA GRANDE CAMPANHAA primeira participação no Campeonato Brasileiro veio em
1976.

Pouco antes da estreia nacional, a cidade ganhou um grande estádio, o
estádio do Café. Na inauguração, em 22 de agosto de 1976, cerca de 50 mil
pessoas acompanharam o empate entre Londrina e Flamengo, que tinha Zico e
Júnior, entre outros craques.

Paraná fez, de pênalti, o primeiro gol do
estádio, e abriu o placar para o Londrina, enquanto Júnior empatou para o
rubro-negro.Na estreia pelo Brasileiro daquele ano, o time não fez boa
campanha e terminou em 49ª entre as 54 equipes participantes.

Porém, no
Brasileiro de 1977, veio a maior campanha da história do clube, quando chegou nas semifinais do Brasileiro jogando contra grandes do futebol brasileiro, derrubando o Vasco de Roberto Dinamite, em São Januário, e só caindo contra o Atlético-MG a um passo da final do Brasileirão. O Londrina estava no grupo S com Vasco,
Corinthians, Santos, Flamengo e Caxias.

A
disputa da terceira fase era em turno único, com o campeão de cada um dos
quatro grupos avançando para as semifinais. O Londrina estreou vencendo o
Caxias, por 2 a 0, e depois derrotou o Flamengo, por 1 a 0, os dois jogos no
Estádio do Café.

Em seguida venceu o Santos por 2 a 1, no Pacaembu, e derrotou
o Corinthians, por 1 a 0, no Café. A próxima foi em São Januário contra o Vasco da Gama de Roberto Dinamite, no maior público que o
estádio cruzmaltino já recebeu oficialmente: 40.

209 pessoas. Com gols de
Brandão e Carlos Alberto Garcia, o Tubarão se garantiu nas semifinais.

Nas semifinais, o Londrina
parou no Atlético-MG. No Mineirão, o Galo contou com uma tarde inspirada de
Reinaldo, que marcou três gols no 4 a 2 sobre o Tubarão.

No jogo de volta, no
Estádio do Café, os times empataram por 2 a 2, colocando fim na campanha
histórica do Londrina. O Galo perderia na final para o São Paulo, de
Rubens Minelli.

01CAMPEÃO DA TAÇA DE PRATA E DO ESTADUALNos anos seguintes,
o Londrina manteve o embalo e voltou a conquistar títulos. Em 1979, também pelo
Brasileiro, o time fez boa campanha e terminou na 19ª posição quando o torneio contou com 94 clubes.

Em 1980, o Tubarão disputou a Taça de Prata, a
segunda divisão do Brasileiro. Após passar pela primeira fase, o clube eliminou
o Botafogo-SP até chegar a decisão, contra o CSA.

No jogo de ida, em Alagoas,
os times empataram por 1 a 1. Na grande final, no Estádio do Café, o Londrina
goleou por 4 a 0, com dois gols de Paulinho, um de Lívio e outro de Zé Roberto,
ficando com o título nacional.

Em 1981, mais um
título, agora estadual.  Na decisão do
Paranaense, o Londrina enfrentou o rival Grêmio Maringá.

A primeira
partida da final foi no dia 22 de novembro, no Estádio Willie Davids, em
Maringá. O LEC conseguiu a vitória por 3 a 2 e abriu boa vantagem para o jogo
de volta, no Estádio do Café.

Na volta, no dia 29 de novembro,
Paulinho abriu o placar, Silvinho empatou para o Grêmio Maringá, e Carlos
Alberto Garcia fez o gol que sacramentou o título para o Tubarão.0111 ANOS DEPOIS, O TRI PARANAENSE O Londrina voltou a ser
campeão paranaense em 1992.

Depois de fazer uma primeira fase irregular, o
Tubarão conseguiu avançar e eliminou o Atlético-PR nas semifinais. Na final,
foram necessárias três partidas contra o União Bandeirantes para decidir o
título.

Após empates por 0 a 0 e 2 a 2 nos primeiros jogos, o Londrina venceu a
decisão por 1 a 0 com gol de João Neves e garantiu o terceiro título
estadual. (veja o gol do título no vídeo acima)01REBAIXAMENTO E FUNDO DO POÇO Depois do título
paranaense de 1992, o Londrina foi vice-campeão nos dois anos seguintes e chegou a disputar o quadrangular decisivo da Série B ficando perto do acesso, mas sem sucesso.

Em seguida, os anos seguintes foram bem amargos para o Tubarão e sua torcida. No anos 2000, o time caiu no Brasileiro até não conseguir participar nem mesmo da quarta divisão (veja no vídeo acima).

Os problemas eram além campo e com dívidas e
dezenas de ações trabalhistas, chegou a ser cogitado até o afastamento
do time das competições durante um ano. O clube ainda conquistou a Copa Paraná em
2008, mas amargou o rebaixamento no Paranaense, em 2009.

No ano seguinte, quase
caiu para a terceira divisão.01NOVOS TEMPOS: TÍTULO E ACESSOS O Londrina começou
a se reestruturar em 2011.

Após assinar um contrato de parceria com a SM
Sports, em novembro de 2010, o clube passou a contar com uma ótima estrutura de
treinamentos. No primeiro ano, conseguiu o retorno à elite do Paranaense.

Em
2012, a meta era conseguir uma das duas vagas para a Série D do Brasileiro.
Para isso, o clube precisava ficar entre os melhores do Paranaense.

A vaga não
veio, e o time ficou sem calendário durante todo o segundo semestre. Em 2013, o
time disputou a competição nacional, mas não conseguiu o acesso à Série C.

Em 2014, veio o quarto
título Paranaense. Após uma campanha irregular na primeira fase, o Londrina
conseguiu a vaga na última rodada e foi para o mata-mata.

Eliminou o JMalucelli
e o Atlético-PR – em uma virada épica no jogo de volta, vencendo por 4 a 1 –
para chegar à final, contra o Maringá. Após dois empates, o título veio nos
pênaltis (veja no vídeo acima).

No mesmo ano, o clube
conseguiu o acesso à Série C do Brasileiro. Em 2015, mais um acesso, agora à
Série B do Brasileiro, competição que o clube voltará a disputar após 12 anos (assista no vídeo abaixo).

Antes, o Tubarão tenta avançar no Paranaense, onde está nas quartas de final,
disputando com o Atlético-PR uma vaga nas semifinais. Além disso, a equipe está
na primeira fase da Copa do Brasil, buscando a classificação contra o Parauapebas,
do Pará.

 Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.com/parana
.

Fonte: Globo Esporte