Ele é um dos artilheiros do time na temporada, mas não sabia. Luís Henrique, autor do gol da vitória do Botafogo por 1 a 0 sobre o Coruripe, balançou a rede três vezes em 2016, empatou com Gegê na lista de goleadores do time em 2016. Perguntado sobre o fato, o atacante reagiu com surpresa.

– Sou? É? Bom saber – disse, após a confirmação do assessor de imprensa do clube. O número é curioso por causa do momento pelo qual passa o atacante.

Titular no início da temporada, Luís Henrique perdeu a posição no ataque alvinegro para o uruguaio Salgueiro. Além disso, foi criticado em alguns momentos, assim como no ano passado, por não ter conseguido manter uma regularidade nos profissionais após estrear com dois gols na vitória por 5 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, na Série B de 2015 e gerar uma grande expectativa sobre seu futuro.

Ao todo, ele disputou 16 jogos e marcou quatro gols no ano passado.Em 2016, Luís Henrique atuou em dez partidas.

Além do gol contra o Coruripe, ele deixou sua marca nas partidas contra o Resende (vitória por 1 a 0) e a Cabofriense (triunfo por 2 a 1), pelo Campeonato Carioca. Após perder a posição, porém, ele chegou a não atuar em seis partidas da equipe, ficando como opção no banco de reservas.

Contra o Coruripe, o centroavante chegou a atuar por 23 minutos formando dupla com Ribamar, que entrou no segundo tempo no lugar de Neilton. Após o jogo, ele declarou que precisa de munição para ter mais chances de fazer gols.

No desembarque, o discurso foi diferente. O atacante afirmou que está confiante, seguirá trabalhando forte e não descarta jogar como titular ao lado de Ribamar, ex-companheiro dos tempos de base e agora concorrente direto por uma vaga no ataque alvinegro.

– Eu e o Ribamar somos amigos. Jogamos juntos no sub-17 muitas vezes e podemos fazer uma dupla nos profissionais, sim – diz.

O Botafogo, terceiro colocado na Taça Guanabara com oito pontos, volta a campo neste domingo, contra o Bangu, às 18h30, em São Januário. 
.

Fonte: Globo Esporte