Onze
jogos depois, o Altos sofreu sua primeira derrota no Campeonato Piauiense. A
equipe perdeu para o Parnahyba, por 2 a 0, no estádio Pedro Alelaf. Com o
primeiro revés no torneio, o time caiu da liderança do returno do estadual.

Daí
imagina-se: um técnico Nivaldo Lancuna bravo? Nem um pouco. O tom da fala no
pós-jogo foi manso.

O treinador elogiou o adversário e reconheceu a dificuldade
da partida. 

– Não tem nada perdido.

Estive
aqui pela última vez em 2010, comandando o River-PI, e venci. Voltei e perdi,
sempre tem a primeira vez.

Enfrentamos um time com jogadores determinados, tem
que ressaltar: o Parnahyba é uma grande equipe, com bons valores, onde os jogadores
se doaram e dedicaram. Eles tinham que mostrar para a torcida deles isso após
perderem para o Cori-Sabbá, e pegamos um time com capacidade.

Não perdemos para
qualquer um – disse Lancuna, em entrevista a Rádio Cidade FM de Parnaíba. + Veja como foi a partida no litoral O Altos se manteve com seis
pontos, mas perde no saldo de gols para o Piauí.

Por isso, a vice-liderança.
Lancuna se agarra aos dois jogos seguidos no Felipão – contra Picos e Piauí –
para garantir a classificação às semifinais do returno.

 

– Temos duas partidas em casa na
sequência para recuperar, é tentar sempre aprender com os erros. No nosso
primeiro gol, tivemos a infelicidade do nosso zagueiro cortar a bola e fazer
contra.

No segundo, o rapaz (Idelvando) passou entre três jogadores nossos.
Temos que assumir os erros, ser responsável por isso.

Quando perde, perde
todos. Temos uma viagem longa de volta, um dia de descanso e um treino antes do
próximo jogo.

É um campeonato corrido ainda cheio de altos e baixos – analisou. 
.

Fonte: Globo Esporte