Um time explosivo nos minutos iniciais contra uma equipe sorrateira, que vence o adversário no cansaço. River-PI e Picos sabem o momento certo de dar o bote dentro de campo. Cada um com sua peculiaridade.

Levando-se em consideração o mapa de tempo em que foram assinados, os gols no estadual dizem bastante sobre o perfil dos finalistas do primeiro turno do Campeonato Piauiense. O jogo de volta da decisão marcado para 20h de sábado, no estádio Helvídio Nunes, em Picos, vai ser o ponto alto na confirmação destas características e na busca pelo primeiro título da temporada.

Com ataque menos positivo que do Zangão no estadual, o Galo Carijó acumula nove gols marcados. Destes, seis foram registrados na primeira metade do jogo – 66% do total.

A concentração de gols riverino (três no total) é acentuada entre os minutos 15 e 30 do primeiro tempo dos 10 jogos disputados até aqui. Por outro lado, o Picos tem apresentado postura inversa ao rival no mesmo período de partidas.

Dos 14 gols auriverdes no turno, nove bolas foram guardadas no fundo das redes na etapa complementar – três gols entre os minutos 1 e 15; outros três entre os minutos 15 e 30; além dos três entre os minutos 30 e 45. Veja mapa abaixo:Adversário do Zangão na fase de classificação, o River-PI foi derrotado por 1 a 0 na segunda rodada ao provar do próprio veneno.

Em jogada de bola parada, o Picos garantiu três pontos com Raphael Freitas após cobrança de falta de Thiago Marabá. O gol foi anotado aos 20 minutos do primeiro tempo, e ajudou o camisa 9 a aumentar a contagem na briga pela artilharia – são seis gols até o momento.

– Eu acho que, pelo fato de não desistir, esse tem sido uma das nossas características de jogo. Nós sempre acreditamos que vamos fazer os gols.

E, na maioria das vezes, eles vêm na segunda parte do jogo. De tanto insistir e criar oportunidades, os gols acontecem.

Nosso time tem feito um grande campeonato, e não foi à toa que chegamos até aqui. Em relação a meus gols, tenho feito muito bem meu papel, que é de colocar a bola pra dentro.

Mas dependo muito dos meus companheiros por causa do último passe. Sei que diante do River-PI, em casa, a história não vai ser diferente – destacou Raphael Freitas.

   PICOS 1 X 0 RIVER-PIZangão vence com gol de Raphael FreitasPICOS 3 X 3 CAIÇARAZangão empata em temporal fora de casaGOLEADAPicos marca quatro e vence fácil o CoriNo primeiro capítulo da decisão, o River-PI garantiu a vantagem com o 2 a 0 construído sob os pés de Vanderlei e Thiago Dias, em Teresina. Na ocasião, o Tricolor explorou a fraqueza do rival maciçamente nos 45 minutos iniciais do duelo.

O ritmo explosivo logo após saída de bola tem um preço: a equipe sofreu com a queda de rendimento ao longo dos duelos, problema notificado pelo próprio técnico Capitão no início da temporada.   RIVER 2 X 0 PICOSGalo bate o Zangão no jogo de ida da decisãoRIVER 1 X 1 PARNAHYBATricolor empata na estreia do estadualRIVER-PI 2 X 0 CORIVitória riverina sobre o Alvinegro de FlorianoCom uma mão na taça e otimista com o triunfo fora de casa no jogo de volta, o elenco tricolor acredita que nem mesmo a torcida pode se tornar um empecilho no estádio Helvídio Nunes.

– Acho que vai ser bastante difícil. Pela equipe do Picos ser de qualidade e ter jogadores acostumados a disputarem finais, vai ser um jogo bastante difícil.

Em relação à torcida, acho que não interfere muito. O que vale é dentro de campo.

São 11 contra 11. A torcida fica fora.

Acho que ela ajuda a equipe que está jogando fora, mas nossa concentração vai ser bastante forte para fazer um bom jogo e trazer o título do primeiro turno – declarou Paulo Paraíba antes do embarque a Picos.A decisão do turno terá arbitragem de Antônio Santos Nunes, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e João Thiago Carvalho Reis.

O GloboEsporte.com/pi acompanha a partida em tempo real.

.

Fonte: Globo Esporte