Primeiro, a sensação de desconfiança. Matheusinho recebeu a notícia sobre a convocação para a seleção brasileira sub-20 em pleno 1º de abril, conhecido como “Dia da Mentira”. Naturalmente, o meia, de 18 anos, foi checar a informação para ter certeza que não era brincadeira.

Ao confirmar o chamado do técnico Rogério Micale para o período de treinos na Granja Comary, em Teresópolis, entre os dias 10 e 15, o sentimento foi de muita alegria e alívio. – Para mim é uma surpresa.

Não estava sabendo. Fico muito feliz por representar meu país e vou fazer de tudo para ajudar a Seleção.

Tenho que agradecer a Deus pelo meu trabalho na Copa São Paulo, onde fiz um trabalho excelente, que me ajudou bastante. Consegui demonstrar meu futebol e graças a Deus ele está  sendo visto.

A satisfação é dobrada. Depois de dois jogos no profissional do América-MG, o meia tem ganhado oportunidades no time principal do técnico Givanildo Oliveira.

Nesta sexta-feira, o treinador fez mais um coletivo antes da partida contra o Boa Esporte, no domingo, às 18h30 (de Brasília), no Independência. Givanildo escalou a equipe com João Ricardo; Artur, Alison e Adalberto; Pablo, Leandro Guerreiro, Tony, Rafael Bastos e Bryan; Osman e Victor Rangel.

Nos minutos finais da atividade, o técnico sacou Leandro Guerreiro para a entrada de Matheusinho. O jovem afirma estar se esforçando para ganhar de vez um lugar no time.

– Estou trabalhando forte para que eu possa ajudar o Givanildo e o América. Estou lutando bastante para que eu possa conquistar meu espaço.

E a convocação é também uma grande oportunidade que eu pretendo agarrar com todas as forças.
.

Fonte: Globo Esporte