O brasileiro Maxwell foi o escolhido para conceder a entrevista coletiva do PSG ao lado do técnico Laurent Blanc nesta terça-feira, véspera do duelo contra o Manchester City pelas quartas de final da Liga dos Campeões. No confronto (Paris recebe o primeiro jogo), o lateral-esquerdo terá, ao lado dos companheiros de zaga, a função de parar Sergio Agüero, na visão dele uma espécie de Romário argentino.- Agüero é um jogador magnífico.

Adoro o seu estilo. Ele é como Romário, pequeno e poderoso.

Não podemos deixar espaços – disse Maxwell.Chute no favoritismo O duelo entre franceses e ingleses é considerado um dos mais equilibrados do sorteio, mas o PSG ainda assim aparece como favorito em razão do que vem fazendo na temporada.

Mas Maxwell prefere não acreditar que os parisienses entram em vantagem no confronto.> Quer ir à final da Liga dos Campeões? Clique aqui e participe da promoção.

Boa sorte!- Os resultados (do City) contra os grandes times não têm sido bons, mas isso não é razão para ser otimista. É perigoso pensar dessa forma.

Os respeitamos e sabemos que eles podem nos vencer. Mas estamos confiantes de que poderemos avançar.

Já o treinador do PSG também foi questionado sobre a questão do favoritismo e, assim como o lateral-esquerdo, preferiu fugir do assunto.- Eu não ligo se somos favoritos.

Nesse estágio, todos os times têm chances. Todos os times que evitaram Barcelona, Real Madrid e Bayern de Munique estão felizes.

Mas não pegamos um sorteio fácil. Já avisamos aos jogadores.

Aqueles que dizem que será fácil estão enganados.
.

Fonte: Globo Esporte