Como já era esperado, a Argentina não encontrou maiores dificuldades e tendo amplo domínio durante toda a partida, derrotou a Bolívia pelo placar de 2×0, nesta terça-feira, no estádio Mario Kempes, em duelo válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Com o resultado, os argentinos agora somam 11 pontos e estão, provisoriamente, na terceira posição. Os bolivianos amargam a vice-lanterna com apenas 3 pontos.

VENEZUELA X CHILE TEM COMEMORAÇÃO DIFERENTE E QUEBRA DE JEJUM. CONFIRA!
Principal jogador da Argentina, Lionel Messi prova que quer apresentar o mesmo futebol do Barcelona quando defende as cores de seu país.

Articulou bem as jogadas, criou grandes oportunidades e participou de ambos os gols, tendo, inclusive, balançado as redes no segundo, chegando à marca de 50 tentos pela seleção nacional.
Empurrada pela sua torcida, que lotou as arquibancadas, a Argentina foi tocando a bola e logo aos 10 segundos, Di Maria recebeu na área, mas esbarrou em saída do goleiro.

No rebote, o meio campista Banega carimbou o travessão, dando mostras de qual seria o panorama do jogo.
Apesar de ter maior posse de bola e controlar as ações da partida, os donos da casa pouco assustavam a meta defendida por Lampe.

Até que aos 19 minutos, Messi cobrou falta com rapidez, Higuaín tentou encobrir o goleiro, mas a defesa afastou em cima da linha, devolvendo a bola nos pés do camisa 9, que apenas rolou para Mercado completar para o gol e abrir a contagem a favor da Argentina, segundo tento do lateral em dois jogos com a camisa Albiceleste.
O gol desmontou o esquema tático da Bolívia, que vinha com a clara proposta de se defender e tentar jogar por uma bola.

Com isso, aos 27 minutos, Banega foi derrubado dentro da área e o árbitro assinalou a penalidade máxima. Na cobrança, Messi chutou forte no canto esquerdo, anotando o seu gol de número 50 pela Seleção Argentina, apenas quatro atrás de Batistuta, maior artilheiro dos hermanos.

Ainda na primeira etapa, os argentinos perderam Di Maria lesionado, que deu lugar ao jovem Ángel Correa. Mesmo perdendo um de seus melhores jogadores, a Argentina continuou a mesma e só não marcou em falta cobrada por Messi, porque o goleiro Lampe espalmou.

No segundo tempo, os comandados de Gerardo Martino passaram a administrar a partida e escutaram o grito de “olé” ecoar das arquibancadas do estádio Mario Kempes. A Bolívia até tentou assustar, quando Smendberg cobrou falta e Romero espalmou, porém nada que tirasse a superioridade argentina.

Totalmente entregues, os bolivianos viram a agremiação Albiceleste abusar das chances desperdiçadas. Primeiro, Correa deixou o marcador “na saudade” dentro da área, mas o goleiro defendeu.

Depois, foi a vez de Messi cobrar falta magistral e ver Lampe ir buscar no ângulo.
A sétima rodada das Eliminatórias está marcada para setembro.

No dia 2 desse mês, a Argentina irá receber o Uruguai, no clássico do Rio da Prata, enquanto a Bolívia realizará duelo de desesperados com o Peru em La Paz.

.

Fonte: Torcedores.com