Em meio à maratona de jogos no Campeonato Carioca, o Botafogo deixa o Estadual um pouco de lado e volta suas atenções para a Copa do Brasil, torneio que ainda não consta em sua galeria de troféus. Nesta terça-feira, no Estádio Gérson Amaral, o Alvinegro inicia sua caminhada  contra o Coruripe, às 21h30, e busca quebrar um jejum de sete anos sem vencer em estreias na competição. A última vitória do alvinegro em seu jogo inicial, na Copa do Brasil, aconteceu em março de 2009, quando venceu o Dom Pedro por 2 a 0, em Gama, no Distrito Federal.

Desde de então foram três derrotas (São Raimundo/2010,  River Plate-SE/2011 e Ceará/2014) e três empates (Treze/2012, Sobradinho/2013 e Botafogo-PB/2015). Já a equipe alagoana está em sua sexta participação, mas nunca passou da primeira fase.

Essa é a primeira vez que os dois clubes se enfrentam na história. O Coruripe entra em campo sem responsabilidade.

Nesta terça, a tradição vai exigir muito mais do Botafogo na Copa do Brasil. Fundado em 2003, o Hulk é uma força emergente em Alagoas.

Cresceu rápido e tem na história três títulos estaduais (2006, 2007 e 2014). No ano passado, o time foi vice-campeão alagoano e, nesta temporada, se divide em três frentes no primeiro semestre: o estadual, a Copa do Nordeste e a agora a competição nacional.

Apesar da intenção de vencer por dois gols de diferença e eliminar o
jogo de volta, o técnico Ricardo Gomes vai poupar vários titulares. Até
para evitar o desgaste, uma vez que o Botafogo viajou de avião para
Maceió e segue de ônibus, nesta terça, por mais 90 km até Coruripe, Jefferson,
Salgueiro, Carli e Diogo Barbosa sequer viajaram para Alagoas.

É
possível que outros titulares, como Ribamar, por exemplo, comecem a partida no banco.  Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE) apita o jogo, auxiliado por Clovis Amaral da Silva (PE) e Fabrício Leite Sales (PE).

O SporTV transmite a partida. O GloboEsporte.

com acompanha em Tempo Real, com vídeos.Coruripe: o técnico Jaelson Marcelino não conta com o meia Aurélio, principal armador da equipe, e tende a escalar Tiago Lima.

Em baixa, o experiente meia Geovani não foi nem relacionado. A escalação só vai ser definida uma hora antes da partida, mas os titulares devem ser: Gott; Renato, Thiago Papel, Willames José e Igor; Jair, Mazinho, Candinho e Thiago Lima; João Paulo e Júnior Chicão.

Botafogo: além de poupar jogadores, o Botafogo convive com problemas médicos e de
suspensão. Até por isso o time deve ir a campo bastante modificado,
nesta terça.

Ricardo Gomes não confirmou a escalação, mas a tendência é
que a equipe inicie o jogo com Helton Leite, Luis Ricardo, Renan
Fonseca, Emerson Silva e Jean; Diérson, Fernandes, Bruno Silva e Gegê;
Neilton e Luís Henrique (Ribamar). Coruripe: o zagueiro Beto e o meia Aurélio, lesionados.

Botafogo: poupados, Jefferson, Salgueiro, Carli e Diogo Barbosa não viajaram para
Alagoas. Airton, Emerson e Lucas Zen estão no departamento médico.

Rodrigo Lindoso, suspenso por ter sido expulso no torneio do ano
passado, também está fora.
.

Fonte: Globo Esporte