O Nacional-AM está praticamente definido para o duelo contra o Remo, na quarta-feira, no Mangueirão, em Belém, pela partida de volta da segunda fase da Copa Verde. O treinador da equipe, Heriberto da Cunha, comandou, na tarde desta segunda, no estádio Carlos Zamith, Zona Leste de Manaus, o último coletivo antes do confronto.Heriberto não fez muitas mudanças em comparação ao elenco que vem treinando recentemente.

A única alteração observada foi a entrada do lateral Radar, que esteve em campo no jogo de ida, mas ficou fora dos últimos treinos por conta de problemas de saúde. O jogador entrou na vaga de Rodrigo Fernandes, que vinha exercendo o papel do atleta titular.

De resto, foram três mudanças em relação ao time que enfrentou o Remo há 14 dias. Heriberto mudou a formação tática – do 4-5-1 para o 4-4-2 – e testou uma nova dupla de ataque: Rafael Silva e Thiago Verçosa, que substitui o suspenso Rodrigo Dantas.

Além da alteração no setor ofensivo, o técnico, a que tudo indica, deve colocar o lateral Nego improvisado no meio de campo. O ”coringa” foi escalado no lado direito, aonde ajudou Osvaldir na criação das jogadas.

Quem perdeu espaço foi o colombiano Tressor, que ainda entrou no lugar de Nego ao longo do exercício, e Max Willian.Verçosa, que fará sua estreia na competição, foi muito elogiado pelo comandante.

E, apesar de poucas dúvidas no setor ofensivo, o atacante parece estar garantido.- Só vou definir a equipe na quarta-feira.

Já tenho praticamente a equipe definida, vou tirar umas dúvidas principalmente no setor de ataque e meio de campo. O Thiago é um jogador muito técnico, sabe trabalhar a bola na frente.

Tem muita presença de área e finaliza muito bem. Todos os treinamentos ele tem finalizado bem e feito gols.

Um jogador que terá oportunidade. No futebol, tem que aproveitar as oportunidades – disse Heriberto.

Dessa forma, o Leão da Vila Municipal deve ir a campo da seguinte forma: Roberto; Osvaldir, Fabiano, Roberto Dias e Radar; Cal, Osmar, Álvaro e Nego (Tressor); Rafael Silva (Sandrinho)e Thiago Verçosa.Intensivo de bola parada e cobranças de pênaltisA maior preocupação de Heriberto é sofrer gol de bola parada.

Para que o time de Manaus não cometa outro erro nesse estilo de lance, o comandante organizou – e muito – o posicionamento dos defensores. Outro exercício praticado exaustivamente foi as cobranças de pênalti.

Após o término do coletivo, o técnico colocou todos os atletas, sem exceção, para treinarem as cobranças. Dos considerados titulares, Radar, Osvaldir, Rafael Silva acertaram todas as cobranças.

Tressor, Sandrinho e Max William também não desperdiçaram. 
.

Fonte: Globo Esporte