Novo técnico do ASA, Betinho Nascimento falou pela primeira vez à imprensa na manhã deste sábado durante coletiva. O treinador conversou com os jornalistas e falou sobre vários temas, o que o motivou a aceitar o convite da diretoria alvinegra, se acredita na classificação do Fantasma, uma vez que o time é o lanterna do hexagonal do Alagoano, e sobre treinos fechados. Ele elogiou o trabalho de Vica e falou da sua metodologia de trabalho.

Após a entrevista, o comandante alvinegro teve a chance de acompanhar o treino do elenco no Coaracy da Mata.Betinho Nascimento chega ao ASA com uma tarefa nada fácil, tirar o time da lanterna e levá-lo às semifinais do estadual.

E isso, faltando apenas duas rodadas para o término dessa segunda fase do Alagoano. O treinador foi anunciado na sexta-feira e apresentado neste sábado, com jogo decisivo com o Coruripe na quarta-feira, Betinho tem pouco tempo para ajustar o time, mas ele acredita na vitória e diz que as atenções estão todas voltadas para o Hulk nesse momento.

+ Betinho Nascimento é contratado pela diretoria do ASA para substituir Vica – É lógico que a gente precisa
fazer com que a equipe consiga uma vitória na quarta-feira, então o
nosso foco vai ser exclusivamente para esse jogo com o Coruripe.
Coincidentemente eu assisti o jogo do Botafogo com o Coruripe na Copa do
Brasil.

É um
time de qualidade do meio campo para frente, tem jogadores rápidos,
leves, uma defesa bem postada. Vai ser complicado, mas eu assisti só um
jogo, vou buscar mais informações, mais vídeos deles.

A atual situação do ASA no Alagoano – o time é o lanterna e só somou um ponto em três jogos, e não vence há cinco rodadas – não intimida o novo treinador, que, apesar de reconhecer a dificuldade, acredita que é possível conseguir a classificação. – Acredito sim que dá
para reverter a atual situação.

A gente já analisou a qualidade do
elenco, e a própria competição. No hexagonal,  onde de seis equipes quatro se
classificam e, faltando duas rodadas com dois confrontos diretos, eu
vejo sim reais condições de conseguir essa classificação – afirmou.

Pelo pouco que viu do ASA – o treinador acompanhou neste sábado o treino da equipe –, Betinho pôde perceber que Vica deixou bons frutos. O novo comandante alvinegro elogiou o trabalho do ex-treinador e reconheceu o que foi feito antes dele.

– Eu conheço o Vica, sei da sua capacidade. A gente sabe o quão
difícil é a permanência de um treinador na frente de uma equipe por um
longo período.

E o que o Vica fez até hoje você não pode desprezar, existe aqui hoje um
conjunto, um equilíbrio dentro da equipe. Betinho tem contrato com o ASA até o final da Série C do Campeonato Brasileiro.

Confira a seguir outros trechos da entrevista coletiva:Motivação– É um desafio que vamos encarar com muita responsabilidade, muito profissionalismo e procurar fazer o nosso melhor. Feito o nosso melhor, a gente espera que os resultados apareçam, as vitórias venham e consequentemente a gente possa estar disputando o título do estado.

 Metodologia– Eu tenho uma
maneira de trabalhar, principalmente a parte tática, mas você acaba
dependendo muito da característica dos atletas. Hoje no futebol dentro
do jogo você consegue sair de um 4-3-3 para um 4-5-1, enfim; você
consegue fazer variações desde que esses atletas te permitam isso.

O
primeiro passo agora é conhecer os atletas para poder ver o que vai ser
melhor para esse jogo, que vai ser de suma importância. Linha dura– Não me importa o que eles façam da porta para fora, embora hoje as
redes sociais te tragam tudo.

Mas dentro do trabalho vou cobrar
profissionalismo, dedicação, empenho. Para mim o atleta tem que ser
profissional, sento titular, sendo reserva, ficando atrás do gol e nem
sendo relacionado.

O clube paga para ele ser profissional, se ele vai
jogar sou eu quem vai decidir. Treino Fechado– Eu tive dois anos no Confiança, 97 partidas e se eu fechei treino cinco, seis vezes foram muitos.

Mas eu acho que em determinados jogos tem sim a necessidade de fechar treino, até porque é um time grande e as informações acabam saindo com muita facilidade. Então para dificultar um pouco nesse sentido e você ter um pouco mais de privacidade para os atletas, em determinados jogos eu vejo sim a importância, no mais acho importante também a presença do torcedor.

 
.

Fonte: Globo Esporte