O selecionado de Tata Martino vai à campo nesta terça-feira para poder respirar aliviada na longa pausa até a próxima rodada da competição. Após vitória contra o Chile, na casa dos rivais, o único ‘problema’ do treinador argentino será definir quem jogará ao lado de Messi no ataque. Isso porque apesar do excelente momento vivido por Gonzálo Higuaín no Napoli, Tata o deixou no banco e escalou Sérgio Agüero na partida contra La Roja chilena.

O jogador do Manchester City não foi às redes e foi sacado no segundo tempo.

ARGENTINA X BOLÍVIA: SAIBA COMO ASSISTIR AO JOGO AO VIVO NA TV
Em contrapartida, a albiceleste Argentina conta com a permanente boa fase de Dí Maria que, com o gol anotado na última partida, deve seguir com sua titularidade intacta.

Se tudo seguir como planejado, Martino irá repor as ausências dos zagueiros suspensos Funes Mori e Otámendi por Javier Pinola e o experiente Demichelis.
Sem as presenças de Chumacero e do incansável Arce, a Bolívia admite que a prioridade será defender na casa dos argentinos.

As eliminatórias dos bolivianos é abaixo da crítica. Com uma vitória em seis jogos, ocupa a vice lanterna da competição e está na frente, apenas, da Venezuela, que conquistou um ponto contra o Peru.

Apesar de contar com o fator campo ruim contra os supercraques da Argentina, os comandados de Baldivieso não deverão ser uma pedra no caminho de Messi e cia. Conseguindo levar menos de 3 gols, a Bolívia terá que comemorar muito.

.

Fonte: Torcedores.com