Acusado de corrupção, o francês Michel Platini, suspenso
pelo Comitê de Ética da Fifa em outubro por oito anos de qualquer atividade
ligada ao futebol, será um convidado permanente da Federação Francesa de
Futebol durante a Eurocopa deste ano, na França. Quem confirmou a presença do
ex-presidente da Uefa em atos da competição foi Jacques Lambert, presidente do
comitê organizador do torneio.- Nós sempre
trabalhamos juntos.

Certamente Michel agora não é capaz de assumir plenamente
sua função. Mas não pode ser impedido de se concentrar todos os dias sobre assuntos
da preparação do evento.

Ou Michel será reconduzido ao cargo de presidente da
Uefa e assumirá sua responsabilidade como presidente. Se isso não acontecer,
ele será convidado permanente da Federação Francesa para esta Eurocopa – disse
Jacques Lambert em entrevista à BeIN Sports.

Platini foi suspenso por causa de um pagamento de 2 milhões
de francos suíços (R$ 7,5 milhões) recebido em 2011 pela Fifa. O presidente da
Uefa se defende alegando que se tratava dos vencimentos por um “trabalho
feito entre janeiro de 1999 e junho de 2002”.

Seus advogados entraram em
março com mais um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte para tentar anular a
decisão do Comitê de Ética da Fifa e reconduzir o francês à presidência da
Uefa.
.

Fonte: Globo Esporte