A Polícia apreendeu materiais explosivos de fabricação caseira, droga,
ingressos de venda proibida, lanternas de choque, entre outros
materiais, neste domingo (27), em três sedes de torcidas organizadas na
capital cearense. Três pessoas foram detidas. A operação foi realizada
antes do Clássico-Rei, em cumprimento a mandados de busca e apreensão
expedidos pela juíza Maria José Bentes Pinto.

De acordo com o delegado Wilder Brito, do 16º Distrito Policial (DP), as
apreensões começaram às 10h. Na sede da Mofi, torcida do Ceará, no
Bairro Serrinha, foram encontrados 65 gramas de maconha, balança de
precisão e R$ 98.

 Na segunda sede, da TUF – torcida do Fortaleza – no Bairro Bom Jardim, a
polícia localizou bombas caseiras, já preparadas com pregos, e cinco
rojões. Uma pessoa guardava o material e foi autuada no estatuto do
desarmamento.

O delegado lembra que próximo ao local foi registrado o confronto entre torcidas que resultou na morte do torcedor Julian de Sousa Cavalcante, 21 anos, antes da última partida entre Fortaleza e Ceará no domingo (13).No terceiro endereço, onde funciona a sede da Cearamor, foram
apreendidos duas lanternas de choque e seis ingressos de venda proibida.

O trabalho, segundo o delegado do 16º DP, foi coordenado pela
Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol). Wilder Brito acrescenta que a
operação continua neste domingo.

Um inquérito foi instaurado para apurar
o caso. – É um
trabalho contínuo, já fizemos essa operação em outras oportunidades onde
há um risco muito grande para as pessoas.

Os explosivos funcionam como
uma granada – descreve o delegado. 
.

Fonte: Globo Esporte