O goleiro Elisson, com quatro partidas disputadas com a camisa do Cruzeiro entre 2012 e 2015, terá sua segunda chance pelo Coritiba na temporada atual. Ele substitui Wilson no jogo contra o Maringá, às 16h (horário de Brasília) de domingo, no Couto Pereira, pela 11ª rodada do Campeonato Paranaense. O jogador, que completa 29 anos neste sábado, quer “corresponder às expectativas” e receber novas oportunidades:
– Estou feliz, estou feliz porque vou jogar.

Quando eu saí do Cruzeiro,
eu procurava mais oportunidades. Então, Deus abriu esta porta agora e
espero corresponder às expectativas.

 Agradeço a Deus pela
oportunidade. A gente vem trabalhando, buscando que isso acontecesse.

Lamento pela lesão do Wilson, mas futebol a gente sabe que pode
acontecer – falou o goleiro em entrevista coletiva na quinta-feira, no CT da Graciosa.Elisson estreou pelo Coxa na vitória por 3 a 0 sobre o Avaí, pela Primeira Liga.

Na ocasião, os dois times estavam eliminados, e Gilson Kleina usou uma equipe alternativa. Pouco exigido na sua primeira partida, o substituto de Wilson prevê que terá mais trabalho.

Mas, para fechar o gol e ganhar moral no clube, Elisson aposta no sangue frio e no erro zero:- Sou bem calmo, bem tranquilo dentro do gol. Saio bem do gol, procuro
orientar o máximo os atletas para que o setor defensivo tenha erro zero.

Contra o Avaí, foi um time alternativo, um jogo que, para muitos, não
vali nada, mas que nós, jogadores, encaramos como uma decisão. O
resultado foi 3 a 0 para nós e convincente.

Espero que eu possa ser mais usado. Se não for, é sinal
que o time está muito bem e, se precisar de mim, vou estar lá para
ajudar a equipe.

Confira tambémTabela completa do Campeonato Paranaense 2016Com Walisson Maia, Coxa deve ter três alteraçõesSubstitutos querem ganhar pontos com Gilson KleinaCom a mudança no gol, um provável Coritiba para encarar o Maringá conta com Elisson; Ceará (César Benítez),
Luccas Claro, Walisson Maia e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo, Juan e
Dudu; Vinícius e Kléber (Jorge Ortega). O zagueiro Juninho e o atacante Negueba estão suspensos pelo acúmulo de cartões amarelos.

Os ingressos para Coritiba x Maringá estão à venda pelo futebolcard.com e
nas bilheterias do Couto Pereira – que funcionam até 18h nesta sexta,
entre 10h e 17h no sábado e a partir de 10h no domingo.

As
entradas são comercializadas em outros dois pontos: nas Loterias
Maracanã, R. Abel Scuissito, 2931, Loja 12.

Bairro Atuba,
Colombo. Fone: 3037-3773.

E no Mundo do Futebol – Av. do Batel, 1868,
Piso L2, Loja 251.

Shopping Pátio Batel. Fone: 3020-3737.

Confira outras declarações de Elisson na coletivaAmizade dos goleiros- Não só o Wilson, mas o Rafael Martins e o Rafael Fachin também, nós criamos uma
amizade muito grande porque os goleiros chegam mais cedo e ficam
isolados ali. O Wilson é um cara que eu admiro, e isso é bom para o
ambiente dos goleiros, que sempre estão ali dentro.

É uma
responsabilidade boa, a gente trabalha no dia a dia sempre visando o
jogo. E quem não joga treina mais, sempre preparado para, quando a
oportunidade surgir, agarrar com unhas e dentes.

Espero que,
neste tempo em que ele estiver fora, eu possa fazer o
meu melhor e ajudar o Coxa.Maringá ameaçado de queda- É complicado porque é o jogo da vida deles.

É um time que vai brigar
para não cair, e eles não têm nada a perder. Então, tem que redobrar a
atenção, dobrar a marcação porque não pode dar sopa ao azar.

Todo jogo, a gente tem que ter muita atenção. Nesses jogos
considerados para o adversário o jogo da vida, qualquer erro da nossa
parte pode ser fatal.

E a gente tem pretensão para chegar em segundo
para, na fase seguinte, conseguir os benefícios. Então, vamos
entrar ligados para vencer o jogo.

Infelizmente, é do futebol, ninguém
está aqui para perder. Não nasci para perder e vamos para ganhar o jogo.

Desafios- É a regularidade que a gente tanto procura no campeonato, ganhar dos
menores também e acostumar com as vitórias. Nós fizemos um excelente
jogo contra o Atlético e, se porventura vier um tropeço contra o
Maringá, volta aquela desconfiança toda que às vezes
tem em cima da gente aqui.

Vamos para o jogo ligado. Representa muito,
principalmente para mim, que não gosto de levar gol, não gosto de
perder.

Vou passar isso para o grupo, para a gente encarar como uma
final de campeonato. É jogo contra time grande, igual
foi contra o Atlético, para entrar com aquele espírito porque é nosso
nome, é a camisa do clube que está em jogo e tem que respeitar da melhor
forma possível.

Se Wilson não voltar para as quartas?- A gente está preparado para ajudar o Coritiba. Se Deus abençoar e ele
também precisar no mata-mata, o jogo que for, eu estou preparado e
espero dar o meu melhor para ajudar o Coritiba nas vitórias.

Pode ter
certeza que vou dar meu máximo. É um jogo de cada vez.

O primeiro jogo agora é contra o Maringá e, se precisar, estou pronto para ajudar o Coritiba.Feriado de Páscoa- Jogador de futebol não tem feriado, a gente vive o futebol
diariamente.

Eu comemoro aniversário no sábado, e minha mãe resolveu vir
hoje (quinta-feira) para nos visitar. Então, tudo dentro do planejado.

Espero fazer um bom jogo, que minha mãe seja
feliz nesta vinda, que dê sorte. É agradecer a Deus mais uma vez pela
oportunidade.

Vitória no Atletiba- A vitória traz paz, traz tranquilidade. Dá tempo de nós trabalharmos
com calma.

Tem possibilidade de ser Atletiba (nas quartas de final), e
estamos preparados. Já mostramos para vocês e para a torcida que o time é
bom, que o Coritiba tem elenco.

Se acontecer,
já mostramos que tem os time e temos camisa para vencer qualquer time.Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.

com/parana 
.

Fonte: Globo Esporte