Apesar de mostrar preocupação com a segurança para a
Eurocopa de 2016, que será disputada a partir do dia 10 de junho em território
francês, o presidente François Hollande vê a realização da competição como uma
resposta aos recentes ataques terroristas na França e Bélgica. Em entrevista
coletiva nesta terça-feira, Hollande disse que jamais pensou na possibilidade
de adiar ou cancelar o torneio (assista ao vídeo).- Nunca levantamos a possibilidade de adiar ou cancelar a
Eurocopa de 2016.

O que diriam da França? O que diriam da Europa? Diante de uma
ameaça que existe, que não podemos descartar, negar ou esconder. Sabemos o que
aconteceu em Paris, em Saint-Denis.

Nós estávamos lá. Muitos dos que aqui estão
também estavam no Stade de France.

Nós não negamos nada do que aconteceu em
Bruxelas, mas a Euro 2016 pode ser justamente uma maneira de responder a isso.François Hollande, presidente da França, confirma a realização da Eurocopa de 2016 (Foto: Reprodução SporTV)François Hollande teve que deixar o Stade de France, no dia 13 de novembro, durante o amistoso entre França e Alemanha, após a explosão de duas bombas ao redor do estádio.

Nesta mesma data, pelo menos três pontos da região de Paris sofreram ataques de homens armados, que terminaram com a morte de mais de 100 pessoas. Na última terça-feira dois atentados terroristas deixaram 30 mortos e cerca de 200 feridos no Aeroporto
Internacional de Zaventem e na estação de metrô Maelbeek, em Bruxelas,
na Bélgica.

LEIA MAIS:+ Após atentados, brasileiro que atua na Bélgica diz que clima ainda é de terror+ Galhardo diz que Anderlecht cancelou treino após atentados: “Alerta máximo”+ Duas explosões são ouvidas durante França x Alemanha
.

Fonte: Globo Esporte