Um dia após a aprovação da reconvocação do presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero, de seu filho e de Ricardo Teixeira, ex-presidente da entidade, o presidente do Senado, Renan Calheiros, determinou que a CPI do Futebol refaça votação dos requerimentos. Alguns senadores recorreram, e a decisão definitiva será do Plenário. Calheiros encaminhou recurso para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Até deliberação final, as convocações estão suspensas. A reunião desta quarta-feira foi movimentada e atrasou cerca de 15 minutos até que o quórum mínimo para apreciar os seis requerimentos previsto na pauta estivessem presente.

De acordo com Renan Calheiros, a determinação de suspender a convocação se deu em resposta ao questionamento do senador Ciro Nogueira, membro da comissão, que teria afirmado que a votação foi realizada sem quórum necessário. – Mando que se reproduza a votação para garantir o direito daqueles que divergem de verificar a presença dos senadores, para que não haja “gol de mão”.

Senão vamos banalizar a convocação de pessoas – destacou Renan Calheiros. Randolfe Rodrigues, que marcou presença na reunião, foi um dos que contestou a decisão.

Segundo o senador, os membros que eram contra as convocações de Del Nero e Ricardo Teixeira optaram por não comparecer e mesmo assim o quórum mínimo foi obtido.- O direito não socorre aquele que dorme.

Houve uma tentativa de obstrução que foi derrotada pela maioria dos membros da CPI, que viabilizaram o quórum – disse o senador.LEIA MAIS:>>> Dunga e Rinaldi tomam medidas contra Romário no Senado e no STF>>> Romário sobre ações de Dunga e Gilmar: “Eles que são os culpados”
.

Fonte: Globo Esporte